Premiére mundial de Assassinato no Expresso do Oriente

A premiére mundial de “Assassinato no Expresso do Oriente! aconteceu na noite de 02 de Novembro de 2017 no Royal Albert Hall, Londres. Uma festa maravilhosa. Todo o elenco do filme, assim como seu diretor, compareceram ao tapete vermelho, atenderam fãs e foram entrevistados. Johnny surgiu muito elegante, atendeu inúmeros fãs como costuma fazer, e brilhou. Uma noite gloriosa.

Visite álbum do evento na Galeria de fotos >>> Premiere “Assassinato no Expresso do Oriente” Londres (02/Nov/2017)

The Hollywood Vampires – anunciada Turnê 2018

Johnny e banda estarão novamente na estrada em Junho de 2018!
Anunciados oficialmente pela banda os 5 primeiros shows da Turnê 2018, que terá início na Alemanha

Os Hollywood Vampires estão de volta!!! Vão chegar a um covil perto de você neste verão! OS PRIMEIROS 5 SHOWS foram anunciados.

02 de Junho – Hamburg, Stadtpark
04 de Junho – Berlin, Zitadelle Spandau
14 de Junho – Mönchengladbach, Sparkassenpark
27 de Junho – Munich, Tollwood
29 de Junho – Frankfurt, Jahrhunderthall

Os bilhetes estarão à venda no dia 2 de novembro.
Para adquirir os bilhetes visite: http://www.hollywoodvampires.com / http://www.pa-co.eu / http://www.adticket.de

Hollywood Vampires Facebook

Sobre o personagem “Ratchett”

Depp faz um rico empresário com segredos obscuros.
“Ele é paranóico, obcecado e letal”, diz o diretor Kenneth Branagh.
“Ratchett é um homem muito perigoso”.

Depp plays a rich businessman with dark secrets.
“He’s paranoid, haunted, and lethal,” says director Kenneth Branagh.
“Ratchett is a very dangerous man.”

Murder on the Orient Express
Assassinato no Expresso do Oriente estreia dia 23 de novembro no Brasil.

Fonte/Source

Johnny escreve prefácio de livro sobre Gerry Conlon

Nos últimos dias, vários veículos de comunicação noticiaram que Johnny mais uma vez escreveu um prefácio.

Desta vez, trata-se do livro “Em Nome do Filho” – In the Name of the Son: The Gerry Conlon Story, que conta a vida de Gerry Conlon. Sua história se tornou mundialmente conhecida através do filme “Em nome do Pai”, onde foi vivido pelo ator Daniel Day‑Lewis (que recebeu um Oscar pela atuação), papel para o qual Johnny chegou a ser indicado.

Johnny ficou amigo de Conlon nos anos 90. A amizade duradoura teve inicio após a libertação de Conlon da prisão, e Johnny o considerava como um irmão. Ele revela que tomou conhecimento do Sr. Conlon em 1989, quando o homem de Belfast “pisou” no Old Bailey em Londres com os punhos levantados depois de cumprir 15 anos de prisão. Um encontro casual em uma agencia de talentos de Los Angeles no ano seguinte solidificou a amizade. Johnny diz sobre o amigo: “”Ele era um cavalheiro absoluto, que possuía todo o conhecimento da lei nas ruas de Belfast”.”Cavalheiresco, leal e altamente sensível a qualquer injustiça, não importa quão grande ou minúscula”.”Ele era um amigo e irmão 100% confiável, até o fim”.

(Fonte)

O The Irish Post publicou:

Johnny Depp e sua improvável amizade com a vítima da justiça irlandesa Gerry Conlon

Johnny Depp falou sobre sua improvável estreita amizade com a vítima irlandesa de erro da justiça, Gerry Conlon, que foi encarcerado injustamente por 15 anos por atentados a bomba do IRA (1974)como um dos Guildford Four.

Read More

Johnny em entrevista exclusiva para Numéro Homme

“Os estúdios vendem um produto e eu me tornei seu produto.”

Ele é um dos poucos grandes atores a escrever seu próprio destino. Desde que se tornou um nome familiar aos 24 anos, Johnny Depp navegou habilmente pelas armadilhas da celebridade, forjando seu próprio caminho em ambiciosos filmes de autores como Tim Burton e Jim Jarmusch. Numéro Homme senta com o ícone de Hollywood – e rosto da fragrância Sauvage da Dior – para uma entrevista exclusiva.

NH: Quais diretores tiveram o maior impacto em você?
JD: Tim Burton. Quando conheci Tim, tinha acabado de fazer Cry-Baby com John Waters. Antes de John eu estava naquele programa de TV [21 Jump Street] e eu era basicamente tudo como o que eles queriam me vender. Os estúdios vendem um produto e eu me tornei seu produto. Eles ditavam às pessoas o que eu era e quem eu era. Não era sobre mim, era sobre essa imagem que não tinha nada a ver comigo, então eu sabia que não estava na minha estrada.

Read More