Scab Vendor – novo livro de Jonathan Shaw

Estamos acompanhando a algum tempo o processo de edição deste livro do Jonathan. Agora ele foi lançado, e ele já esteve em vários países fazendo seu lançamento, e a divulgação nas redes sociais tem sido bastante intensa. Mas agora finalmente temos uma matéria em português! Aqui está para que vocês possam conhecer um pouco deste livro incrível.
Mas e o que isso tem a ver com Johnny Depp? Para quem não sabe eles são amigos desde jovem e este livro conta a trajetoria de Jonathan, e Johnny estará presente em várias situações.

Jonathan Shaw – Scab Vendor
Por Alexandre Kovacs

Jonathan Shaw – Scab Vendor: Confessions of a Tattoo Artist – 488 Páginas – Turner Publishing Company – Lançamento: 21/03/2017 (inédito no Brasil).

scabvendor O multitalentoso artista e escritor Jonathan Shaw é um ícone da cultura underground norte-americana, filho do lendário clarinetista e bandleader Artie Shaw e da estrela de cinema Doris Dowling, ficou mundialmente famoso por ter sido o fundador e proprietário do Fun City Tattoo Studio em Nova York e editor da pioneira revista International Tattoo Art Magazine, tornando-se amigo de artistas e músicos famosos como: Johnny Depp, Dee Dee Ramone, Johnny Winter, Iggy Pop e Max Cavalera, para citar somente alguns. Uma prova de sua influência no meio artístico é o privilégio de ter uma ilustração de Robert Crump na capa de seu livro. No entanto, apesar de ter alcançado tamanho reconhecimento e popularidade na carreira de tatuador, abandonou tudo para se dedicar à atividade de escritor em tempo integral e acumular experiência em viagens com sua motocicleta pela América do Sul, tendo inclusive morado no Rio de Janeiro.

A vida de Jonathan Shaw é portanto rica em experiências e também uma prova de sobrevivência ao seu passado de “sexo drogas e Rock’n Roll”, certamente um mundo que nem sempre tem o glamour dos filmes e revistas, principalmente quando se é cobrado o preço pelos excessos com o álcool e drogas pesadas como a heroína. Por sinal, o drama do autor como viciado, herança de uma “maldição familiar” que iniciou com o alcoolismo do avô materno e da própria mãe, é uma parte marcante deste romance biográfico. A infância em Los Angeles, sempre negligenciado pela mãe, envolvida na maior parte do tempo com problemas com a bebida e relacionamentos difíceis, não poderia levar a outro resultado diferente do que uma adolescência rebelde, em plena época do florescimento da contracultura, drogas e amor livre. Uma década única em termos de expressão artística, em que se ouvia Jimi Hendrix e Jim Morrison no rádio e havia esperança de uma sociedade alternativa, mas que terminou de forma trágica com a prisão de Charles Manson, acusado de seis assassinatos, inclusive da atriz Sharon Tate grávida, na mesma California que presenciou o nascimento do movimento “Flower Power”.
Read More

Tradução do artigo sobre Jonathan Shaw na Rolling Stone Italia

Tradução do artigo sobre Jonathan Shaw na Rolling Stone Italia

Como o lendário tatuador Jonathan Shaw se tornou o novo Bukowski
Ele cruzou o mundo e tatuou a tripulação de Johnny Depp, pouco antes de fazer uma mudança em sua vida memorável.
Sua história está na revista Rolling Stone.
Alex Morris/25 de setembro de 2016

Quarenta anos atrás, muito antes de se tornar um tatuador de renome ou estimado autor cult, Jonathan Shaw era um adolescente viciado em heroína e traficante de part-time “cresceu com Lobos” nas ruas de Los Angeles. Também escreveu para o Los Angeles Free Press, onde até Charles Bukowski tinha um livro de endereços.
“Uma vez que nós dois estávamos podres de bêbados”, diz Shaw – até a data 61 anos de idade – “E Bukowski me disse,” você é apenas um garoto punk do caramba que vive em Hollywood. Quem gostaria de ler algo assim? Você tem que criar uma vida de merdè que você tenha algo para escrever “. E então nos mexemos “.

Read More

Jonathan Shaw e Narcisa na Rolling Stone

A revista Rolling Stone deste mês publica matéria sobre Jonathan Shaw e o livro “Narcisa: Our Lady of Ashes”, relançado em março pela Infinitum Nihil de Johnny Depp, em parceria com a HarperCollins.

Como o legendário tatuador Jonathan Shaw se tornou o próximo Bukowski

720x405-R1234_FOB_Shaw_Country_A

By Alex Morris April 28, 2015

Quarenta anos atrás – muito antes de ele ser um tatuador mundialmente famoso, ou um autor muito querido – Jonathan Shaw foi um adolescente dependente de heroína e golpista em tempo parcial, “criado por lobos” nas ruas de Los Angeles. Ele também escreveu para uma secção do Los Angeles Free Press, onde o poeta-escritor e ícone do movimento underground Charles Bukowski tinha uma coluna. “Nós dois estávamos gritando enquanto bêbados, uma vez”, Shaw, agora com 61 anos, diz “e Bukowski me disse: ‘Você é apenas um garoto punk fodido que mora em Hollywood. Quem quer ler sobre isso? Você precisa ter uma vida foda e então você terá algo sobre o que escrever.’ Em seguida, nós fomos queimar um.”

Read More