Entrevista com o elenco na Premiere em Shangai – China

LEGENDA:

Jerry Buckheimer: Bem, como vocês estão olhando agora, esse é um incrível cast. Somos sortudos por ter eles de volta, mais o Javier Bardem, Brendon e os novos diretores. É um história de aventura realmente divertida, é cheia de ação e muito emocional. Estamos tão emocionados por está aqui na primeira Premiere de Hollywood na China. Muito obrigada por nos receber.

Joachim Rønning: Para nós, Piratas do Caribe nos faz lembrar os tipos de filmes que nós crescemos vendo, filmes de aventuras, de família. Filmes que nos inspirou para sermos cineastas. Quando escutamos que Jerry estava fazendo outro Piratas, nós corremos atrás por metade de 1 ano, por sorte fomos nomeados para Oscar durante o período e isso nos empurrou para a frente da linha. Nós fomos por todo o caminho e terminamos conhecendo o Johnny Depp na última reunião e foi isso.

Espen Sandberg: É realmente sobre o roteiro, no topo temos muitas emoções que deixa o filme difícil. É continuar o resto da saga que Jerry, Johnny e todo outros construíram.

Brendon: Como Joachim disse, eu cresci com esses tipos de filmes, aventuras divertidas, filmes de família, especialmente essa franquia que assisto desde adolescente, ter a chance de fazer parte disso é um sonho realizado.

Orlando Bloom: Esses filmes são tão amados por tantos fãs, eu tive apenas o melhor momento fazendo esses 3 filmes, então quando esse filme veio, eu era como: “Claro! eu amaria.” É uma incrível jornada, foi fantástico. Esse filme está bem próximo ao meu coração e os outros também, estou animado para ver.

Geoffrey Rush: Interpretar o Capitão Barbossa para mim é um sonho, não há exigência de atuação (risos da plateia). Eu sou vaidoso, narcisista, cruel e tão bonito como ele é. Eu tive minha primeira fala e eu pensei “É isso!”. É brilhante, quando estávamos filmando no Caribe eram 35 horas de viagem para mim até Melbourne, para a Costa Dourada eram duas horas, então eu tinha tempo para decorar minhas falas.

Javier Bardem: Foi incrível ver a atmosfera e o nível de qualidade da equipe técnica, do elenco, da produção de Jerry e da Disney. Então quando eu estava no set do piratas 4, Jerry me ligou. Primeiro eu estava honrado por pertencer a essa incrível franquia e também muito tranquilo, sentindo que estaria em um incrível filme, pois eu vi aquilo. Ela (Penélope) me deu um conselho, que se eu fosse trabalhar com o Johnny, teria que tentar não rir, o que é verdade. Ele é tão brilhante no que ele faz, na maioria das vezes eu não estava esperando, eu estava assistindo ele fazendo e era: “merda, eu tenho que dizer minha fala”. Eu estava tendo o melhor momento assistindo o que ele faz.

Johnny Depp: Quando fizemos o primeiro Piratas, minha filha tinha 3 anos e meu filho ainda não tinha nascido. Então por três anos eu não tinha assistido nada além de desenhos animados. E realmente desprezei a ideia na minha cabeça dos personagens animados, como Wiley Coyote que consegue ser esmagado por uma pedra e na próxima cena ele está apenas com um curativo na sua cabeça, aceitamos isso. É demais a suspensão de descrença e eu queria ver ser seria possível ir assim tão longe. E também é um personagem seguro para eu interpretar, é seguro no sentido quando estou nesse espaço livre, eu posso ser irreverente, ignorante, estúpido, eu posso fazer a coisa mais idiota do mundo e as pessoas dão risadas. Eu tenho muita, muita, muita sorte. Eu acho que tem uma parte do Captain Sparrow que todos temos dentro de nós, você adoraria ser capaz de ser tão irreverente, capaz de ser indiferente, sabe?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

«
»