Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Notícias de última hora!
Regras do fórum
As regras básicas devem ser lidas e respeitadas em todos os nossos fóruns. Regras específicas pra este fórum:

- Poste somente notí­cias aqui. Se quiser comentar algo relacionado ao Johnny que não seja novidade, poste no Conversa Geral;
- Caso sua notí­cia conte algo do filme, contenha SPOILERS, avise no assunto do tópico colocando a palavra: [SPOILERS]-NOME DO FILME;
Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Qua Mar 06, 2019 10:18 am

Considerando que o casamento foi uma farsa, ela core o risco ter que devolver os 7M do divorcio se ele reinvindicar. Além de perder a carreira, a reputação e ainda pelos motivos de agressão, se ele não arregar, ela pode ser presa. Lá eles prendem mesmo.

Avatar do usuário
Pathyayra
Mensagens: 19
Registrado em: Qui Nov 15, 2018 7:02 pm

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por Pathyayra » Qua Mar 06, 2019 6:12 pm

Amber Heard fez seu primeiro comentário sobre o processo de Johnny Depp: "Fighting the Good Fight"


Amber Heard não tem muito a dizer sobre o processo de US $ 50 milhões movido contra ela por Johnny Depp, mas o que ela disse deixou claro ... que ela irá recorrer.

Heard estava no aeroporto de Heathrow, em Londres, nesta quarta-feira, quando um paparazzi perguntou a ela sobre um processo de difamação apresentado contra ela pelo ex-marido. O processo de Depp é muito agressivo e acusa Heard de não apenas fingir ferimentos para sustentar sua acusação de que Depp abusou dela, mas também que ela começou um "relacionamento" com Elon Musk um mês após o casamento.

O fotógrafo tentou envolver Heard algumas vezes tentando-a fazer alguma declaração e ela ignorou as perguntas até que ela finalmente disse: "Lutando a boa luta ".


Depois de assistir ao vídeo, o advogado de Depp, Adam Waldman, conta ao The Blast:

A justiça é determinada por fatos. Os fatos baseados em evidências mostram que Amber Heard e seus 3 amigos assistentes falsamente acusaram o Sr. Depp dos ataques violentos que ela mesma lhe infligiu em série.

O comentário da Sra. Heard de que ela está "lutando a boa luta " significa que ela responderá em breve com qualquer evidência para rebater as 17 declarações de testemunhas, 87 vídeos de vigilância, fotos de lesões, depoimentos policiais e outras evidências que nós obtivemos recentemente para acabar com a farsa ?


Vítimas reais não considerariam o abuso violento ou o abuso falso uma "boa briga".

Como The Blast relatou pela primeira vez, Depp processou Heard por difamação sobre um artigo que Heard escreveu no ano passado, onde se referiu a si mesma como “uma figura pública que representa abuso doméstico”. Depp nega ter abusado de Heard e está pedindo US $ 50 milhões por calúnia.


Em seu processo, Depp discorda de um artigo que Heard escreveu para o Washington Post em dezembro de 2018, no qual ela se referiu a si mesma como “uma figura pública que representa abuso doméstico”.

Embora Johnny Depp não tenha sido nomeado, ele alega que o artigo inteiro "depende da premissa central de que Heard era uma vítima de abuso doméstico e que Depp havia cometido violência doméstica contra ela".

Ele alega que as alegações de abuso de Heard foram "conclusivamente desmentidas por dois policiais que responderam separadamente, uma ladainha de testemunhas neutras de terceiros e 87 vídeos de câmeras de vigilância recém-obtidos".


O processo também alega que, logo após o casamento, Amber Heard começou um relacionamento com Elon Musk.

"Sem o conhecimento do Sr. Depp, no máximo um mês após seu casamento com a Sra. Heard, ela estava em um novo relacionamento com o arquiteto de produtosda Tesla e fundador da Space-X, Elon Musk", afirmam os documentos.

Depp alega que Heard recebeu muitas visitas “noturnas” de Musk na residência de Depp e usou o pessoal do prédio para facilitar as visitas. Ele afirma que a estrela de "Aquaman" pediu aos funcionários do prédio que "lhe dessem acesso ao seu “amigo Elon” à garagem do prédio e ao elevador da cobertura 'tarde da noite'".

Depp está processando por difamação e pedindo por danos superiores a US $ 50.000.000.

Eric George, advogado de Amber Heard, disse anteriormente ao The Blast: “Essa ação frívola é apenas o mais recente dos esforços repetidos de Johnny Depp para silenciar Amber Heard. Ela não será silenciada. As ações do Sr. Depp provam que ele é incapaz de aceitar a verdade de seu comportamento abusivo. Mas enquanto ele parecer decidido a conseguir a autodestruição, nós prevaleceremos em derrotar este processo sem fundamento e acabar com o contínuo assédio sem valor à minha cliente pelo Sr. Depp e sua equipe jurídica. ”

Tradução TeamDL

Fonte: https://theblast.com/amber-heard-johnny ... uit-fight/
Patrícia Ayra :depp:

Avatar do usuário
Pathyayra
Mensagens: 19
Registrado em: Qui Nov 15, 2018 7:02 pm

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por Pathyayra » Sex Mar 08, 2019 11:04 am

Johnny Depp saiu com um olho roxo depois de ter sido socado no rosto por Amber Heard.
( Preferimos não postar a imagem em respeito ao Johnny, é chocante)

Johnny Depp acusou Amber Heard de socá-lo duas vezes no rosto em 2016 e agora o The Blast obteve a foto de seus ferimentos, que está sendo usada como parte de seu novo processo contra sua ex-mulher.

A acusação foi feita no ano passado como parte de um processo de difamação que o Depp conseguiu contra um tablóide do Reino Unido por chamá-lo de "espancador de esposas".

Depp afirmou na noite de 21 de abril de 2016, ele estava atrasado para o jantar de 30 anos de Heard. Quando ele voltou para casa, Depp afirmou que Heard estava chateada e começou a criticá-lo. Ele alega que estava lendo na cama quando Heard se tornou “agressiva e violenta, socando-o duas vezes na rosto”.

Depp diz que um funcionário dele tirou a foto - que mostra Depp com um olho roxo abaixo do olho esquerdo - no dia seguinte.

Durante a batalha legal do casal, o segurança de Depp, Starling Jenkins, testemunhou sobre a noite em questão, embora ele não tenha testemunhado o suposto ataque. Ele disse que Heard estava comemorando seu aniversário no apartamento do casal com alguns amigos.

Jenkins disse que seu turno terminava às 11:00 da noite, quando os convidados de Heard estavam saindo, e Depp ainda não havia voltado para casa.

Ele alegou que voltou no dia seguinte para levar Heard e seus amigos para o Coachella.

"Quando entrei na residência", Jenkins testemunhou, "Amber me explicou que ela tinha jogado o celular do Johnny e a carteira que continha os ingressos, da sacada na noite anterior".


Jenkins disse que conseguiu usar "Find My Phone" para ajudá-lo a descobrir onde os pertences de Depp estavam, mas quando ele não conseguiu encontrá-los, ele perguntou a varios moradores de rua que ele encontrou naquela área.

Ele então explica: “Um mendigo admitiu que tinha o telefone e devolveu o telefone para mim em troca do seguinte: (1) $ 425 em dinheiro; (2) três tacos de frango; (3) 2 sacos de batatas fritas; (4) 2 maçãs; e (5) quatro garrafas de água.”

Quando Johnny Depp fez as alegações contra Heard no ano passado, um de seus advogados disse à People que “as alegações são totalmente falsas”.

Amber acusou Johnny em uma ordem restritiva durante o divórcio do casal de agredi-la, inclusive jogando um telefone que atingiu a atriz no rosto.

The Blast estendeu a mão para Heard para comentar e até agora, nenhuma palavra de volta.

Como The Blast primeiro relatou, Johnny Depp processou Heard por difamação sobre um artigo que Heard escreveu no ano passado, onde se referiu a si mesma como “uma figura pública que representa abuso doméstico”. Depp nega ter abusado de Heard e está pedindo US $ 50 milhões por danos.

Em seu processo, Depp discorda de um artigo que Heard escreveu para o Washington Post em dezembro de 2018, no qual ela se referiu a si mesma como “uma figura pública que representa abuso doméstico”.

Embora Johnny Depp não tenha sido nomeado, ele alega que o artigo inteiro "depende da premissa central de que Heard era uma vítima de abuso doméstico e que Depp perpetrou violência doméstica contra ela".

Ele alega que as alegações de abuso de Heard foram "conclusivamente negadas por dois policiais que responderam separadamente, uma ladainha de testemunhas neutras de terceiros e 87 vídeos de câmeras de vigilância recém-obtidos".

Tradução TeamDL

Fonte: https://theblast.com/johnny-depp-amber- ... eye-photo/
Patrícia Ayra :depp:

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Sex Mar 08, 2019 11:22 pm

Pessoal É nosso dever continuar informando. Sei que é chato, o assunto, mas o que a gente puder resumir, sem postar links ( que serão guardados para futuras comprovações)
Vamos evitar citar o nome dela nas redes sociais e nem repassar links para nao dar fama a ela. Mesmo sendo negativo, os algoritmos das redes sociais favorecem as pessoas quando são citadas. Então jamais citem o nome dela ou coloquem # com o nome dela por ai.

So digo a voces, apesar de alguns movimentos em defesa da mulher neste dia 08 de março, usaram a bisca hoje como exemplo, mas era coisa ja planejada, em seus editoriais antes das novas revelações.

O que sei é que a midia em geral tá no pé dela e tem algumas materias esculachando com ela.
Tipo, este aqui "nickiswift". fala sobre a vida dupla dela.
"A vida pessoal de AH é um enigma. De relacionamentos instáveis a confusões financeiras, as posições passionais de Heard muitas vezes parecem enraizadas na hipocrisia. Vamos esclarecer a verdade sobre essa atriz confusa e conflituosa."
Ela alega ser independente, jamais dependeria de homem, mas pediu 50 mil de pensão do Johnny. Ela diz que gosta de roupas vintage, mas exibe roupas luxuosas.

Já o "dailymail" trouxe hoje ela saindo de Londres, no aeroporto com cara fechada, desleixada . Eles estão acostumados a vê-la sorridente e provocativa atraindo os fotografos e agora está diferente.

"Aeroporto de Heathrow, em Londres, em meio ao processo de difamação de US $ 50 milhões do ex-marido Johnny Depp contra suas alegações de abuso doméstico

Não conseguindo sorrir, a atriz, de 32 anos, discreta em um conjunto todo preto depois de inúmeras entrevistas relatadas conduzidas pela equipe legal de Johnny, que tem pessoas sob juramento afirmando que não viram ferimentos visíveis na estrela quando interagiram com ela após uma alegada briga.

Trinity Esparaza, da empresa de serviços de concierge do prédio, encontrou a atriz várias vezes depois de um suposto incidente em 21 de maio, inclusive dois dias depois, quando não viu nenhum ferimento visível no rosto ou no corpo dela.

Depois de ver fotos que foram liberadas quando AH entrou com pedido contra Johnny, Trinity voltou e reviu imagens de segurança do prédio porque ela suspeitava que as alegações eram "falsas", já que "o tempo não somava" e ela tinha visto a atriz 'várias vezes' sem marcas no rosto.

O segurança Alex Romero também admitiu que tinha sérias dúvidas sobre o relato de AH, porque ele a tinha visto várias vezes durante a semana e não viu nada que sugerisse que a atriz tivesse sido "socada por alguém" ou que tivesse jogado algo nela.

Ele acrescentou: 'Eu vi as fotos e no dia seguinte eu a vi. Eu estava tipo, realmente. Eu não pude acreditar. Quando a vi pessoalmente, não vi nada.

Dois outros funcionários, incluindo o gerente geral do edifício, Brandon Patterson, também testemunharam que viram a atriz várias vezes após o suposto ataque e foram vistos "sem contusões, cortes, vermelhidão, inchaço ou qualquer outra lesão em seu rosto".

Avatar do usuário
Suellen
Mensagens: 59
Registrado em: Sáb Out 10, 2009 9:13 pm
Localização: Cubatão/ SP

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por Suellen » Sex Mar 08, 2019 11:39 pm

Se Deus quiser a vitória nos tribunais será dele!
Me deixou triste ver o rosto dele machucado.
Me deixou mais ainda chocada, ver o dedo dele. Não tem como não se emocionar. Ele só deu amor a ela... Só de pensar, me dá vontade de chorar... Muito triste. Que Deus dê forças mais e mais ao Johnny.
:depp:

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Qua Mar 13, 2019 10:57 am

Chovendo materias sobre o assunto. Manchetes favoraveis ao Johnny e os comentarios da pessoas também. Muitas pessoas pedindo desculpas ao Johnny.

https://www.journalpost.co.uk/entertain ... ber-heard/
https://mtonews.com/social-media-apolog ... ns-surface
https://en.dailypakistan.com.pk/lifesty ... -evidence/
https://www.theweek.in/news/entertainme ... abuse.html

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Qua Mar 13, 2019 11:04 am

Em pdf, link para todas as paginas do processo que Johnny contra Amber.
https://www.courthousenews.com/wp-conte ... pHeard.pdf

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Qua Mar 13, 2019 11:31 am

A vulnerabilidade de uma mulher é a razão pela qual fomos descritos como o sexo fraco por gerações. Nossa vulnerabilidade, que parece ser a razão pela qual as mulheres são abusadas na sociedade, também é nossa maior força. É a superpotência que faz os homens adultos chorarem como bebês e os países entrarem em guerra.
Usar esta vulnerabilidade para arruinar a vida de outra pessoa é um crime contra a humanidade. O mundo já vê as mulheres como vítimas, por que assumir a identidade de uma vítima apenas para avançar em sua carreira?
Amber Heard interpretou o papel da vítima em seu artigo do Washington Post , ela usou sua vulnerabilidade para gerar simpatia e desprezo contra um homem cuja carreira foi abalada por causa de falsas acusações.
Quase 1 em cada 4 mulheres e 1 em 7 homens sofreram violência física grave por um parceiro íntimo durante a sua vida.
A violência doméstica é real e em todo o mundo, cada minuto uma mulher é vítima. A violência doméstica afeta ambos os sexos, no entanto, as mulheres são mais suscetíveis em comparação aos homens.
Na maioria dos casos, as vítimas têm medo de falar por causa do medo da repressão da sociedade.
Em certas partes da África, a violência doméstica ainda é vista como um assunto privado, até mesmo a polícia não se envolverá. Ainda há gerações de homens que vêem a violência doméstica como a única maneira de “disciplinar” suas esposas.
Há verdadeiras vítimas de violência doméstica que estão com medo de falar por causa do medo e vai se tornar ainda mais medo depois de testemunhar este desastre de Johnny Depp / Amber Heard.
O mundo é lento para ouvir e rápido para julgar, mais mulheres vão recuar porque uma mulher usou falsamente a mais infeliz realidade do nossa existencia

https://araba.com.ng/stories-like-amber ... lence/amp/

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Sex Mar 15, 2019 2:35 pm

https://meaww.com/johnny-depp-overwhelm ... rd-lawsuit


Resumo:
Johnny Depp impressionado com o apoio dos fãs online após processar Amber Heard
O ator entrou com uma ação de difamação contra a ex-mulher Amber Heard por acusá-lo falsamente de abuso doméstico

Por Vidisha Joshi
Atualizado em: 05:49 PST, 14 de março de 2019

Johnny Depp impressionado com o apoio dos fãs online após Amber Heard processo
Johnny Depp está definitivamente se recuperando de todo o apoio dos fãs que ele está recebendo online. O ator 'Piratas do Caribe' está emocionado depois de receber uma grande quantidade de apoio de fãs nos últimos dias, depois que ele entrou com uma ação de US $ 50 milhões em sua ex-mulher, Amber Heard.

Conforme relatado anteriormente pela MEA WorldWide (MEAWW), o ator entrou com uma ação de difamação contra Heard por acusá-lo falsamente de abuso doméstico. O ator de 55 anos disse que as alegações feitas por Heard no editorial de 2016 que ela escreveu para o Washington Post são uma "farsa elaborada".

No artigo, Heard alegou que ela recebeu ameaças e até perdeu oportunidades de emprego depois de acusar Depp de abuso doméstico. A cópia do processo e os documentos judiciais foram obtidos pelo The Blast, e partes dos documentos foram compartilhadas no meio de comunicação.

No entanto, enquanto Heard ainda está de pé por suas próprias alegações, fotos de um Depp machucado e ferido surgiram on-line recentemente, que supostamente foram submetidos com os documentos, bem como fotos de um dedo cortado do ator 'Fantastic Beasts'.

A foto de 2016, que Heard afirmou ser o Depp cortando seu próprio dedo em um "ataque de raiva", foi apresentada nos documentos do tribunal como evidência do abuso físico que o Depp sofreu nas mãos da estrela de 'Aquaman'.

Os documentos alegam que a atriz "quebrou os ossos na ponta do dedo médio de Depp, quase completamente cortando" um mês depois do casamento do casal, em fevereiro de 2015. Enquanto as notícias se espalham sobre imagens horríveis dos ferimentos do ator indicado ao Oscar , os fãs no Twitter correram para se desculpar com Depp por não acreditar em suas contas antes.

Mas Depp está além de todo o apoio. "Johnny está impressionado com todo o amor e apoio que recebe dos fãs no Twitter", uma fonte compartilhada com o Hollywood Life . "Ele está finalmente se sentindo vingado depois de anos parecendo o 'cara mau' e não acreditando em seu lado da história."

A fonte continuou a compartilhar, "Johnny nunca quis colocar Amber em uma posição para parecer com o agressor, mas ele finalmente teve o suficiente e precisava revelar sua verdade. O fato de que os fãs agora estão começando a acreditar em seu relato do que aconteceu é incrível. e ele está mais determinado do que nunca a continuar lutando por justiça e resgatar sua reputação ".

LiamK
Mensagens: 12
Registrado em: Qua Jan 23, 2019 4:46 pm

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por LiamK » Qua Mar 20, 2019 6:00 pm

Imagem

Tradução DeppLovers - favor respeitar os créditos


Feministas: AGORA É A HORA DE FALAR

Feministas, agora é a hora de falar contra o abuso feminino.

Muitos de vocês até agora estarão cientes das alegações de abuso doméstico dirigidas a Johnny Depp por sua ex-esposa Amber Heard. As acusações vieram como um choque para os fãs, inclusive eu, que sempre considerei que ele era mais um excêntrico e introvertido do que uma ameaça física. Ele sempre parecia tão dócil, tão vulnerável em entrevistas - uma pessoa desajeitada e um tanto humilde que vivia em casas cheias de guitarras, máquinas de escrever vintage, pacotes de tabaco e pacotes de Rizla de alcaçuz. Enquanto eu podia ver claramente que ele tinha investido a maior parte de seus anos adultos se entregando aos prazeres da vida, a imagem dele como um abusador simplesmente não soava verdadeira para mim.

Eu não tinha ouvido muito sobre Amber Heard até aquele momento. Eu não sabia em quais filmes ela estava ou o que ela fazia para ganhar a vida. Eu não a reconhecia nas capas de revistas. Para mim, ela parecia uma visão recortada de uma "atriz -barra- modelo". Nada se destacava particularmente, mas eu não tinha motivos para não gostar dela. Isto é, até que peguei uma cópia do The Times Sunday Style uma tarde e passei por uma entrevista discutindo suas recentes alegações contra Johnny Depp. Algo me sobressaiu e permaneceu comigo até agora, deixando-me com um sentimento insatisfatório de vindicação. Um dos primeiros pontos que Heard traz ao entrevistador é o caso de Brett Kavanaugh - que na época estaria em pleno andamento.

A entrevista começa com isso:

“Todas as mulheres que conheço assistindo a aquela audição ficaram tocadas”, diz Heard, de 32 anos. Ela é uma daquelas pessoas que parecem loucamente bonitas mesmo quando estão chorando. "Eu não conheço uma única mulher que assistiu e não teve o coração partido. Todas nós apoiamos Dr. Ford.” Hmm. Não tenho tanta certeza, mas ela continua implacável. "Eu sinto muito se [assistir a audiência] te machucar", ela continua, olhando nos meus olhos. “Mas eu entendo você. Eu entendo você. Eu acho que a boa notícia é que todos nós entendemos você. Você sabe? Somos todas suas irmãs.

Havia algo naquele momento que, para mim, parecia tão banal - tão forçado. Não parecia importar quem era o entrevistador ou qual era sua opinião sobre o interrogatório de Kavanaugh - no que dizia respeito a Amber Heard, ela era uma "irmã", e era o trabalho de Amber protegê-la e aliviá-la dos males da vida.

Essa atitude é predominante nos círculos feministas e de celebridades, um abraço para qualquer mulher que já tenha levado uma cantada por um construtor na rua, tocada de forma inadequada em uma boate ou coagida a um ato sexual.

Embora essas questões sejam muito importantes (algumas mais que outras), elas, sozinhas, não se classificam como registro na "irmandade", na minha opinião. Sou uma pessoa particular quando se trata de minhas próprias experiências com problemas de saúde mental e abuso doméstico, mas isso não quer dizer que essas coisas não tenham afetado minha vida - elas afetaram. De muitas maneiras, meu passado me moldou na pessoa que sou hoje e afetou minha tomada de decisão quando se trata de qual "lado" eu me encontro alinhada politicamente, assim como as companhias que eu mantenho. Eu sou alguém que não me consideraria uma feminista - para o espanto de jornalistas e amigos - que supõem que eu esteja passando por algum tipo de "fase" ou que eu tenha sofrido lavagem cerebral por parte de meus grupos de "extrema-direita" a 'manosfera'.

Talvez eu tenha interiorizado sua masculinidade tóxica para esconder minhas próprias falhas de personalidade, ou eu poderia ser uma oportunista - alimentando-me de um movimento carente de representação feminina. De qualquer maneira, não é uma postura popular a ser tomada.

Anos antes de ser conhecida como "ativista da extrema-direita", participei de uma reunião das Sisters Uncut sobre abuso doméstico, na qual me abri sobre meus problemas do passado. Uma mulher balançava a cabeça com entusiasmo enquanto descrevia minhas experiências. Expliquei que às vezes me via "me tornando" meu ex, exibindo sinais de trauma residual que se expressava na forma de abusar verbalmente de meus próprios amigos e parceiros. A única pessoa que entendeu o que eu estava dizendo era essa mulher, uma sobrevivente do abuso. Compartilhamos algumas piadas e risadas de humor negro, para a perplexidade da multidão interseccional de gênero neutro, que simplesmente sentou-se em um silêncio constrangedor, desviando o olhar.

Disseram-me que o meu parceiro BPD deveria ser colocado na prisão, ao qual eu respondi que seria a pior opção para ele - que ele estava com dor e precisava de terapia intensiva. Mais uma vez, silêncio. Mais tarde, quando ousei escrever uma resenha de The Red Pill de Cassie Jay, e quando eu filmei um protesto do lado de fora de uma galeria de arte em Londres, fui chamada de 'fascista' por minhas “irmãs”, e fui expulsa do grupo de chat sem chance de me explicar. A ironia de um grupo de abuso doméstico "cancelar" um sobrevivente de abuso doméstico por ousar pensar por si não me escapou, e eu não esqueci.

Com isso em mente, eu assisti o chamado "cancelamento" de Johnny Depp com algum escrutínio - como o foco mudou para se ele merecia ou não aparecer na recente adaptação de J.K Rowling Animais Fantasticos- Os Crimes de Grindewald. Rowling, uma sobrevivente do abuso doméstico, defendeu o papel de Depp no filme. Depois de assisti-lo no cinema, vasculhei o YouTube em busca de resenhas e notei que muitos dos vloggers pareciam insatisfeitos com o elenco, alegando que "não sabiam "por que ele foi escolhido", dadas as circunstâncias e eles “ouviram algumas coisas realmente perturbadoras” sobre ele. Artigos também começaram a aparecer nos perguntando "o que fazemos quando a arte que amamos foi criada por um monstro?". Isso tudo aconteceu em um momento em que as alegações eram apenas isso, alegações. Mais uma vez, algo parecia errado. Mas eu não atrevo contestar Amber Heard, a "queridinha do movimento #metoo". Doug Stanhope, um comediante e amigo de Depp, também falou sobre suas suspeitas sobre Heard antes das acusações em 2016 - apesar de admitir que ele estava nervoso em fazer a afirmação publicamente.

“Quando seu amigo está em um relacionamento horrível e abusivo - homem ou mulher - e você se arrisca a dizer que seu parceiro é um demônio, você sabe que as chances são de que eles pularão de volta para o fogo e depois te abandonarão por ser honesto."

À luz das recentes evidências apresentadas ao tribunal pela equipe jurídica de Depp, devo dizer que estou bastante confiante com meu julgamento anterior. É difícil falar francamente sem parecer uma pessoa mal-intencionada ou uma pessoa má, mas em todas as entrevistas e conteúdos que vi da Sra. Heard, nada parecia ressoar em mim. Chame de superstição, chame de experiência, eu simplesmente não acreditei nela.

Parece tão sujo e errado escrever essas palavras, mas aí está. Eu gostaria de ter expressado isso antes, mas como você pode fazer isso com esse clima? E não duvido nem por um segundo que sua aparência e seu status tenham algo a ver com isso. A última coisa que alguém quer fazer é supor que, porque uma mulher é bem-sucedida e bonita, ela não pode ser vítima de abuso. Foi isso que toda a narrativa #MeToo foi criada para dissipar. Mas conforme o caso se desenrola e a equipe jurídica do Depp continua fornecendo evidências contrabalançando suas reivindicações, eu me vejo ficando cada vez mais furiosa.

O fato é que é muito fácil para pessoas doentes explorarem essas questões para seu ganho pessoal. Todo mundo quer fazer parte do grupo, o círculo da cura. Ninguém quer pensar em si mesmo como estando do lado errado da história, do lado do agressor. E pela aparência das coisas, isso pode ser exatamente o que muita gente pode ter feito nesse caso. Estou muito preocupada com o que vi até agora, em particular, as imagens do dedo quebrado de Johnny Depp e hematomas visíveis em seu rosto. Devemos levar as acusações contra a Sra. Heard tão serias quanto aquelas que ela fez para o ex-marido, talvez mais ainda. Ela pode muito bem ser culpada de não apenas abuso doméstico, mas potencialmente fabricar ataques fraudulentos contra si mesma em busca de ganhos financeiros e status de celebridade entre seus amigos.

O último dos quais eu consideraria o mesmo que cuspir em mim mesma e das centenas de milhares de sobreviventes de abusos em todo o mundo - homens e mulheres. Enquanto o feminismo pode ser usado como um manto para esconder abuso doméstico contra parceiros do sexo masculino, continuará a ser uma palavra que deixa um gosto amargo na minha boca.


Tradução TeamDL

Fonte: https://www.altnewsmedia.net/opinion/fe ... -to-speak/

Avatar do usuário
Pathyayra
Mensagens: 19
Registrado em: Qui Nov 15, 2018 7:02 pm

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por Pathyayra » Sex Abr 12, 2019 9:35 am

Em resposta às recentes alegações de Amber Heard, o advogado de Depp, Adam Waldman, fala ao The Blast:

Ela sofrerá as consequências desses perjúrios e disse também que estão entrevistando outras mulheres que se apresentaram alegando serem vítimas de violência doméstica NAS MÂOS DE Amber, além de JDepp eTasya

Já virou rotina, toda vez que Johnny aparece na midia com um novo trabalho ou evento importante, como agora que saiu o novo trailer de "O Professor", dois dias depois sempre sai uma materia plantada por AH difamando-o ou fazendo escárnio dele.
Ontem ela saiu em mais um tabloide (nunca na justiça) relatando detalhes de varias violências supostamente por ele, que se fossem verdade ela teria estado toda quebrada e roxa em todos os eventos que compareceu em 2014 e 2015. E nós publicamos todos os eventos que ela participou ao longo dos anos, e nada existia.
Hoje, o advogado de Johnny respondeu, usando o The Blast,


“Existem 87 vídeos de vigilância, 19 declarações de testemunhas oculares (e aumentando cada vez mais) e outras evidências que mostram, sem sombra de dúvida, que Amber Heard também perjurou a si mesma quando buscou e recebeu uma ordem de restrição temporária de um tribunal da Califórnia. uma fraude que ela alegou ter sofrido em 21 de maio de 2016. Também buscaremos consequências para essa afirmação perjudente. ”

“Estamos agora entrevistando outras mulheres que se apresentaram alegando serem vítimas de violência doméstica nas mãos de Amber, além de Johnny Depp e Tasya van Rhee. Em relação a seu ataque público a Rhee, Amber Heard foi presa e encarcerada por violência doméstica, embora mais tarde tenha mentido sobre esses fatos. ”

Waldman continuou: “O problema de Amber Heard não é apenas violência, mas perjúrio. Hoje ela alegou que só bateu em Johnny Depp uma vez, para proteger sua irmã Whitney, e cita seu próprio depoimento. A realidade é que, em seu próprio depoimento, Amber Heard admite a contragosto vários ataques violentos que ela cometeu no Sr. Depp, inclusive jogando uma lata de tinta na cabeça dele na frente de testemunhas, socando-o no rosto quando estavam sozinhos e chutando uma porta em sua cabeça quando ele estava se ajoelhando. E ela se recusou a responder sob juramento se ela mesma havia abusado violentamente de sua própria irmã Whitney.

Tradução TeamDL

Imagem
Fonte: https://theblast.com/amber-heard-johnny ... ssion=true
Imagem Imagem
Patrícia Ayra :depp:

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Sáb Abr 13, 2019 8:58 pm

uma ótima sequencia desmentindo todas as afirmações que AMber publicou esta semana:
https://twitter.com/winonasrider/status ... 1669916678

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Dom Abr 14, 2019 3:48 pm

Só para guardar, a tradução apenas foi lançada no gogole tradutor, sem correção, a materia do Page Six onde AH diz todas as barbaridades possiveis.

Portugues:

Amber Heard reconta abuso horrível nas mãos de "Monster" Johnny Depp

Por Emily Smith

11 de abril de 2019 | 16h50
"Violent" Johnny Depp tornou-se "o monstro" em drogas e bebida, em seguida, espancou, estrangulou e atormentou sua então esposa Amber Heard, ela alega em um novo processo judicial angustiante.

Heard, que foi casada com a estrela de “Piratas do Caribe” por pouco mais de um ano até que pediu o divórcio em maio de 2016, afirma em detalhes horríveis que Depp repetidamente a atingiu, arrancou seus cabelos, sufocou e quase a sufocou em um Virgínia processo judicial em resposta ao seu processo de difamação de US $ 50 milhões contra ela.

O processo de Depp está relacionado a um artigo de 2018 de Heard para o Washington Post, onde ela descreve ser vítima de abuso doméstico, mas não o menciona na peça. Sua ação alega que ela insinua que ele era o agressor e que as alegações de Heard são uma "fraude".

Ouvido, 32, agora respondeu detalhando numerosos supostos incidentes com Depp, 55, em documentos obtidos exclusivamente pelo The Post.

Ouvi dizer que ela começou a namorar Depp no ​​início de 2012: “Cerca de um ano depois, comecei a testemunhar Johnny abusando de drogas e álcool ... Em algumas ocasiões, quando Johnny usava simultaneamente tanto drogas ilegais quanto remédios receitados, precisei levá-lo à clínica. atenção. Sempre que ele estava usando, eu me preocupava com os dois. Ele se tornaria uma pessoa totalmente diferente, muitas vezes delirante e violenta.

"Nós chamamos essa versão de Johnny," o monstro ".

“Johnny muitas vezes não se lembrava de sua conduta delirante e violenta depois de sair de seus estados embriagados ou medicados. … Porque amava Johnny, acreditei em suas múltiplas promessas de que ele poderia e iria melhorar. Eu estava errado."

Na manhã seguinte, eles embarcaram em um jato particular para voar de Boston para Los Angeles em maio de 2014, segundo Heard, Depp parecia já estar bêbado e estava segurando uma garrafa de champanhe.

No vôo, Johnny ordenou aos comissários de bordo que lhe dessem um tanque de oxigênio e bebeu muito. Os manipuladores de Johnny me disseram que ele estava chateado por eu estar filmando um filme com uma cena romântica com James Franco no dia anterior. Logo, Johnny começou a atirar objetos em mim. Em vez de reagir ao seu comportamento, simplesmente mudei de lugar. Isso não o impediu. Ele provocativamente empurrou uma cadeira para mim enquanto eu passava, gritou comigo, e me provocou gritando o nome "James Franco".

“Em algum momento, levantei-me e Johnny me chutou nas costas, fazendo-me cair. Johnny jogou a bota para mim enquanto eu estava no chão. Johnny continuou a gritar obscenidades até entrar no banheiro do avião e desmaiar trancado no banheiro pelo resto do vôo.

Depp alegadamente pediu desculpas em uma mensagem de texto posterior, escrevendo: “Mais uma vez, eu me encontro em um lugar de vergonha e arrependimento. Claro, sinto muito. Eu realmente não sei porque ou o que aconteceu. Mas eu nunca farei isso novamente.
Ampliar imagem
Um dos textos de Johnny Depp para Amber Heard após um incidente alegado Um dos textos de Johnny Depp para Amber Heard após um incidente alegado

Sua mensagem continuou: “Minha doença de alguma forma subiu e me agarrou… eu devo melhorar. . . Mais uma vez, sinto muito, sinto muito. Eu te amo e me sinto tão mal por te decepcionar.

Heard diz que o assistente de Depp, Stephen Deuters, também enviou uma mensagem, dizendo que Johnny “estava chocado. Quando eu lhe disse que ele te chutou, ele chorou. ”Deuters acrescenta:“ Ele é um garotinho perdido. E precisa de toda a ajuda que puder conseguir.

O casal se casou em fevereiro de 2015. No entanto, apenas um mês após o casamento, Heard continua alegando que, em março de 2015, Depp - que deveria estar limpo na época, mas não acreditou que o êxtase rompeu sua sobriedade - prosseguiu. um dobrador de três dias em MDMA / ecstasy na Austrália.

“Johnny me disse que eu não o havia proibido explicitamente de tomar ecstasy. O argumento esquentou, e Johnny me empurrou, me deu um tapa e me jogou no chão antes de eu me retirar para um quarto trancado.

Na manhã seguinte, desci as escadas e descobri que Johnny ainda estava acordado e que ficara acordado a noite toda, tendo tomado cerca de oito comprimidos de MDMA. Ele também estava bebendo novamente. Entramos em uma briga que Johnny fez física, e eu me tranquei em um dos quartos. Isso não impediu Johnny de romper a porta do quarto em que eu estava.
Ampliar imagem
Amber Heard e Johnny DeppAmber Heard; Getty Images

“Ao anoitecer, Johnny me bateu várias vezes, me empurrou e me empurrou para o chão, me sufocou e cuspiu na minha cara.

“Então Johnny me entregou uma garrafa de bebida que ele estava bebendo e me perguntou: 'O que você vai fazer?' Eu joguei a garrafa no chão. Johnny respondeu começando a jogar latas e garrafas de vidro fechadas para mim. . .

“Naquela noite, Johnny me empurrou para uma mesa de pingue-pongue que desmoronou embaixo de mim. Johnny jogou garrafas pelos painéis da janela de uma porta de vidro, quebrando duas vidraças e deixando o vidro por toda parte. Johnny então me agarrou, segurando meu corpo e camisola. Ele rasgou a camisola e, em algum momento, eu estava nua e descalça, coberta de álcool e vidro.

“Johnny me agarrou pelo cabelo e me sufocou contra a geladeira da cozinha. Tentei me levantar, mas estava deslizando pelo chão de vidro e bancada. Johnny me jogou para longe dele e eu tentei fugir enquanto Johnny continuava jogando objetos e álcool em mim.

“Em um dos momentos mais horríveis e assustadores dessa provação de três dias, Johnny me agarrou pelo pescoço e pela clavícula e me bateu contra a bancada. Eu me esforcei para me levantar quando ele me estrangulou, mas meus braços e pés continuaram escorregando e deslizando para o álcool derramado e foram arrastados contra o vidro quebrado na bancada e no chão, que repetidamente cortou meus pés e braços. Assustado por minha vida, eu disse a Johnny: 'Você está me machucando e me matando.' Johnny me ignorou, continuando a me bater com as costas da mão fechada e batendo um telefone plástico duro contra uma parede com a outra até esmagado em pedacinhos. Enquanto ele estava quebrando o telefone, Johnny feriu gravemente o dedo, cortando a ponta dele. . . . Uma vez que consegui fugir, me tranquei em um quarto no andar de cima.

“No terceiro dia em que Johnny ficou acordado sem dormir, desci para encontrar inúmeras mensagens que Johnny me escreveu pela casa, nas paredes e nas roupas, escritas em uma combinação de tinta a óleo e sangue do dedo decepado. Johnny também urinou por toda a casa. ”Ouvi dizer que o ator finalmente foi hospitalizado, e Heard afirma que ela ficou com“ um lábio arrebentado, um nariz inchado e cortes em todo o meu corpo. . . até hoje, ainda tenho cicatrizes nos braços e nos pés deste incidente. ”

Heard descreve como em março de 2015 ela socou um enfurecido Depp, temendo que ele empurrasse sua irmã mais nova Whitney escada abaixo em sua casa em Los Angeles. Ela afirma: “Ele começou a destruir a propriedade pessoal em toda a casa, inclusive meus pertences no meu armário. . . . Johnny se lançou para me bater, Whitney se colocou entre nós. Johnny voltou sua atenção para Whitney, que estava de pé no topo de um lance de escadas, e seguiu em frente. Agindo em defesa de minha irmã, como eu estava com medo de sua segurança física, dei um soco no rosto de Johnny para desviar sua atenção dela. Essa foi a única vez que acertei Johnny.

Ela também inclui uma transcrição de seu depoimento de divórcio: “Ele estava prestes a empurrar minha irmã escada abaixo. . . Eu agi defensivamente [por] sua vida. ”

“The Monster” retornou em seguida durante uma viagem em agosto de 2015 para a Tailândia e Malásia, “Enquanto no trem Oriental Oriental, Johnny brigou comigo, e começou a me bater e empurrar contra uma parede segurando minha garganta e me segurando lá. Lembro-me de ter medo de que Johnny não soubesse quando parar e que ele pudesse me matar.

Depp alegadamente espiralou ainda mais fora de controle em dezembro de 2015 em seu apartamento em Los Angeles. “Johnny escolheu outra briga comigo. Ele jogou outro decantador para mim, derrubou objetos ao redor da sala e deu um soco na parede. Ele me deu um tapa forte, me agarrou pelos cabelos e me arrastou de uma escada para o escritório, para a sala de estar, para a cozinha, para o quarto e depois para o quarto de hóspedes. No processo, ele puxou grandes pedaços de cabelo e couro cabeludo da minha cabeça.

“Esperando evitar a violência, tentei acalmar Johnny e depois subi para tentar me afastar da situação. Johnny me seguiu, me acertou na parte de trás da minha cabeça, me agarrou pelo meu cabelo novamente, ficou na minha frente nos degraus, e então me arrastou pelo meu cabelo até os últimos degraus. No topo da escada, Johnny me empurrou duas vezes, o que me fez temer que eu caísse. Eu disse a Johnny que ele quebrou meu pulso na tentativa de fazê-lo parar.

“Johnny ficava me batendo e, toda vez que ele me derrubava, eu decidia reagir simplesmente levantando e olhando nos olhos dele. Johnny respondeu gritando: "Ah, você acha que é um cara durão?"

“Ele cambaleou para trás e me deu uma cabeçada na minha cara, batendo no meu nariz, que imediatamente começou a sangrar, causando uma dor lancinante no meu rosto. Eu imediatamente comecei a rasgar e pensei que teria que ir ao hospital. Eu disse a Johnny que queria deixá-lo, e que ligaria para a polícia se ele me tocasse novamente. Quando comecei a me afastar em direção ao apartamento de hóspedes, ele respondeu, empurrando-me, em seguida, me agarrou e me puxou de um quarto para o outro, agarrando-me pelo meu cabelo.

“Quando Johnny me arrastou para o escritório do andar de cima, falei para Johnny que estava deixando-o, já que não aguentava mais o comportamento dele. Johnny reagiu agarrando-me pela minha garganta, empurrando-me para o chão e socando-me na parte de trás da minha cabeça. Ele me agarrou pelo meu cabelo, me deu um tapa na cara e gritou para mim algo como: "Eu vou te matar - eu vou - rei te mato, você me ouve?" cabelos em todos os lugares e recortes no tapete onde fui arrastada.

“A luta continuou em uma cama. Johnny ficou em cima de mim com o joelho nas minhas costas e o outro pé na cama, enquanto repetidamente me socava na minha cabeça, e ele gritava - tão alto quanto eu já o ouvi gritar - eu prefiro o ódio você de novo e de novo. A cama se estilhaçou sob o peso da pressão de sua bota. Johnny me bateu com os punhos fechados, e lembro de não conseguir me ouvir gritando porque ele empurrou meu rosto no colchão. Eu gritei o mais alto que pude, esperando que Johnny percebesse que ele estava me machucando severamente.

“Por um tempo, não consegui gritar nem respirar. Eu me preocupava que Johnny estivesse em um estado obscuro e inconsciente do dano que estava causando, e que ele pudesse realmente me matar.
Veja também
Johnny Depp vai atrás de Amber Heard com um terno de difamação de $ 50M

“Vidro quebrado e pedaços de cabelo estavam espalhados pelo andar de baixo da cobertura. . . . Johnny também escrevera uma mensagem na bancada da nossa cozinha, em dourado, que dizia: “Por que ser uma fraude? Tudo é tão bulls-t.

Heard resolveu deixar Depp de vez e entrou com um pedido de ordem de restrição da violência doméstica depois que ele supostamente a atacou novamente em maio de 2016, primeiro pegando seu telefone, “ele acabou como um arremessador de beisebol e jogou o telefone na minha cara, tão duro como ele podia. Eu gritei: "Você bateu no meu rosto" e começou a chorar. . . . Johnny agarrou meu cabelo e começou a bater, me sacudir e me puxar pela sala enquanto eu continuava a gritar.

Heard afirma que seu vizinho ouviu seus gritos entrarem em seu apartamento, se jogou entre eles e implorou a Depp para parar, que estava gritando para Heard: "Amber pegue o f - - k up".

Heard afirma, “Johnny quebrou vários objetos ao redor da casa com uma garrafa de vinho quando ele saiu. . . .Johnny esmagou mais itens no corredor, derramou vinho por toda parte e chutou um buraco em uma porta sólida.

Ele, então, supostamente pediu para ser deixado em outro apartamento onde as posses de Heard foram mantidas, "Johnny destruiu tudo o que podia e expulsou [a maquiadora] Liz Marz da cobertura carregando uma garrafa de vinho."

Heard acrescenta que, depois de denunciar o abuso de Depp e após o divórcio em janeiro de 2017, algumas pessoas alegaram que ela falsificou seus ferimentos. “Muitas pessoas me chamavam de mentiroso (sem nunca ouvir minha história). Fui excluído da próxima campanha de uma marca de moda global. Eu perdi uma parte para um filme no qual eu já tinha sido escalado. Pessoas com quem nunca encontrei ou falei me ameaçaram com violência. Eu recebi tantas ameaças de morte que tive que mudar meu número de telefone quase uma vez por semana.

“As pessoas me acusaram de abusar de Johnny. Isso simplesmente não é verdade. Eu nunca ataquei Johnny a não ser em defesa própria (e em defesa da minha irmãzinha). Eu nunca abusei fisicamente de ninguém. Eu sei o que isso faz com as pessoas.

Ela acrescenta: “Em vez disso, tentei promover o bem no mundo e defender o fim da violência doméstica. Procurei usar minha persona pública para falar sobre uma questão que era extremamente significativa para mim e milhões de outras mulheres e homens todos os anos. Eu falei sobre a violência em público, mas sempre evitei referenciar especificamente Johnny, ou recontar sua violência contra mim, não apenas porque eu queria superar essa fase da minha vida, mas também porque eu estava limitado pelos termos de uma estrita acordo de confidencialidade que Johnny havia insistido como parte de nosso acordo de divórcio ”.

O advogado de Heard, Eric M. George, não pôde ser contatado imediatamente para comentar, mas disse anteriormente em um comunicado sobre o processo de difamação de Depp, "Esta ação frívola é apenas o mais recente dos esforços de Johnny Depp para silenciar Amber Heard. Ela não será silenciada. As ações do Sr. Depp provam que ele é incapaz de aceitar a verdade de seu comportamento abusivo em curso.

"Mas, enquanto ele parece empenhado em alcançar a auto-destruição, vamos prevalecer em derrotar este processo sem fundamento e acabar com o contínuo assédio vil do meu cliente pelo Sr. Depp e sua equipe jurídica."
Um representante de Depp nos disse: “Uma farsa confrontada com evidências requer novas mentiras para se sustentar. Apesar da alegação de hoje "que foi a única vez que eu acertei Johnny" para inventar uma desculpa para a nossa recente publicação de fotos publicadas, com o tempo, do que ela fez com Johnny Depp depois que ele se atrasou para sua festa de aniversário, na verdade, Ouviu relutantemente admitido em seu depoimento jurado a múltiplos casos de violência contra o Sr. Depp. Quais das admissões sob juramento de Ms. Heard foi a mentira, a que ela fez ontem ou a que ela deu em agosto de 2016?

A Sra. Heard tem um novo problema além de difamação, perjúrio, arquivamento e recebimento de uma demanda fraudulenta de ordem de restrição temporária com o tribunal: Estamos agora entrevistando outras mulheres que se apresentaram alegando serem vítimas de atos horríveis de violência e outros abusos nas mãos. de Amber Heard, além de Johnny Depp e Tasya van Rhee, a última das quais Heard foi presa e encarcerada por agressão. Nós agora emitimos intimações para Amber Heard, sua brincadeira ajudando amigos, Elon Musk e outras testemunhas para explicar a avalanche de vídeo, áudio, provas fotográficas e depoimentos com os quais pretendemos confrontá-los. ”

No processo de difamação de US $ 50 milhões do Depp, seus advogados disseram "Mr. Depp nunca abusou da Sra. Heard. Suas alegações contra ele eram falsas quando foram feitas em 2016. Elas faziam parte de uma farsa elaborada para gerar publicidade positiva para a Sra. Heard e avançar em sua carreira. ”

A “opinião implícita de Heard de que o Sr. Depp é um agressor doméstico é categoricamente e comprovadamente falsa”, afirmam seus advogados, e as alegações de abuso doméstico custaram-lhe o papel de Jack Sparrow na franquia “Piratas do Caribe”.
[/spoiler]

Ingles:
Amber Heard recounts horrific abuse at hands of ‘Monster’ Johnny Depp

By Emily Smith

April 11, 2019 | 4:50pm
Amber Heard recounts horrific abuse at hands of ‘Monster’ Johnny Depp

Warner Bros. ‘freaking out’ Depp suit will harm Harry Potter films
Elon Musk subpoenaed in Johnny Depp's case against Amber Heard
Photos show Johnny Depp's alleged destruction of Amber Heard's closet


“Violent” Johnny Depp became “the Monster” on drugs and booze, then beat, strangled and tormented his then-wife Amber Heard, she alleges in a new, harrowing court filing.

Heard, who was married to the “Pirates of the Caribbean” star for just over a year until she filed for divorce in May 2016, claims in horrific detail that Depp repeatedly hit her, ripped out her hair, choked and nearly suffocated her in a Virginia court filing in response to his $50 million defamation lawsuit against her.

Depp’s lawsuit relates to a 2018 op-ed by Heard for the Washington Post where she describes being the victim of domestic abuse but does not mention him in the piece. His lawsuit claims she insinuates he was the abuser and that Heard’s allegations are a “hoax.”

Heard, 32, has now responded by detailing numerous alleged incidents with Depp, 55, in papers exclusively obtained by The Post.

Heard states that she began dating Depp in early 2012, “About a year into our relationship, I began to witness Johnny abusing drugs and alcohol … On some occasions, when Johnny simultaneously used both illegal narcotics and prescription medications I have had to get him medical attention. Whenever he was using, I worried for both of us. He would become a totally different person, often delusional and violent.

“We called that version of Johnny, ‘the Monster’.

“Johnny often would not remember his delusional and violent conduct after he came out of his drunk or medicated states. … Because I loved Johnny, I had believed his multiple promises that he could and would get better. I was wrong.”

On the morning they boarded a private jet to fly from Boston to LA in May 2014, Heard states Depp appeared to be already drunk and was clutching a bottle of Champagne.

“On the flight, Johnny ordered the flight attendants to give him an oxygen tank, and drank heavily. Johnny’s handlers told me that he was upset that I was filming a movie with a romantic scene with James Franco the day before. Soon, Johnny began to throw objects at me. Instead of reacting to his behavior, I simply moved seats. That didn’t stop him. He provocatively pushed a chair at me as I walked by, yelled at me, and taunted me by yelling out the name ‘James Franco.’

“At some point, I stood up, and Johnny kicked me in the back, causing me to fall over. Johnny threw his boot at me while I was on the ground. Johnny continued to scream obscenities until he went into the plane bathroom and passed out locked in the bathroom for the remainder of the flight.”

Depp allegedly apologized in a later text message, writing, “Once again, I find myself in a place of shame and regret. Of course, I am sorry. I really don’t know why or what happened. But I will never do it again.”
Enlarge Image
One of Johnny Depp's texts to Amber Heard following one alleged incidentOne of Johnny Depp’s texts to Amber Heard following one alleged incident

His message continued, “My illness somehow crept up and grabbed me … I must get better . . . Again, I am so sorry, so sorry. … I love you and I feel so bad for letting you down.”

Heard says Depp’s assistant Stephen Deuters also messaged her, saying Johnny “was appalled. When I told him he kicked you, he cried.” Deuters adds, “He’s a little lost boy. And needs all the help he can get.”

The couple married in February 2015. Yet just a month into their marriage, Heard goes on to allege that, in March 2015, Depp — who was supposed to be clean at the time but didn’t believe taking ecstasy broke his sobriety — went on a three-day bender on MDMA/ecstasy in Australia.

“Johnny told me that I had not explicitly forbidden him from taking ecstasy. The argument heated up, and Johnny pushed me, slapped me, and shoved me to the ground before I retreated to a locked bedroom.”

The next morning, “I went downstairs to find that Johnny was still awake, and that he had stayed up all night, having taken about eight MDMA pills. He was also drinking again. We got into a fight that Johnny made physical, and I barricaded myself in one of the rooms. That didn’t stop Johnny from busting through the door of the room I was in.
Enlarge Image
Amber Heard and Johnny DeppAmber Heard; Getty Images

“By nightfall, Johnny had hit me multiple times, shoved and pushed me to the ground, choked me, and spit in my face.

“Johnny then handed me a liquor bottle that he was drinking from, and asked me, ‘What are you going to do?’ I threw the bottle on the floor. Johnny responded by starting to throw cans and unopened glass bottles at me. . .

“That night, Johnny shoved me into a ping pong table that collapsed underneath me. Johnny threw bottles through the window panels of a glass door, breaking two panes, and leaving glass everywhere. Johnny then grabbed me, gripping my body and nightgown. He tore the nightgown off, and at some point, I was naked and barefoot, covered in alcohol and glass.

“Johnny grabbed me by my hair and choked me against the refrigerator in the kitchen. I tried to stand myself up but I was sliding around the glass-strewn floor and countertop. Johnny threw me away from him, and I tried to run away as Johnny continued to throw objects and alcohol at me.

“In one of the most horrific and scariest moments of this three-day ordeal, Johnny grabbed me by the neck and collarbone and slammed me against the countertop. I struggled to stand up as he strangled me, but my arms and feet kept slipping and sliding on to the spilled alcohol and were dragged against the broken glass on the countertop and floor, which repeatedly slashed my feet and arms. Scared for my life, I told Johnny, ‘You are hurting me and cutting me.’ Johnny ignored me, continuing to hit me with the back of one closed hand, and slamming a hard plastic phone against a wall with his other until it was smashed into smithereens. While he was smashing the phone, Johnny severely injured his finger, cutting off the tip of it. . . . Once I was able to get away, I barricaded myself in an upstairs bedroom.

“On the third day of Johnny staying awake without sleeping, I came downstairs to find numerous messages Johnny had written to me around the house, on the walls and on my clothes, written in a combination of oil paint and the blood from his broken and severed finger. Johnny also urinated all over the house.” Heard states that the actor was finally hospitalized, and Heard states she was left with “a busted lip, a swollen nose, and cuts all over my body . . . to this day, I still have scars on my arms and feet from this incident.”

Enlarge Image

Heard describes how in March 2015 she punched an enraged Depp, fearing that he would push her younger sister Whitney down the stairs at his home in LA. She states, “He began to destroy personal property all over the house, including my belongings in my closet. . . . Johnny lunged to hit me, Whitney placed herself between us. Johnny turned his attention to Whitney, who was standing on the top of a flight of stairs, and moved on her. Acting in defense of my sister, as I was scared for her physical safety, I punched Johnny in the face to draw his attention away from her. That was the only time I ever hit Johnny.”

She also includes a transcript from her divorce deposition: “He was about to push my sister down the stairs . . . I acted defensively [for] her life.”

“The Monster” returned next during an August 2015 trip to Thailand and Malaysia, “While on the Eastern Oriental train, Johnny picked a fight with me, and started hitting and pushing me against a wall by grasping my throat and holding me there. I remember being afraid that Johnny might not know when to stop, and that he might kill me.”

Depp allegedly spiraled further out of control in December 2015 at their LA apartment. “Johnny picked another fight with me. He threw another decanter at me, knocked items around the room, and punched the wall. He slapped me hard, grabbed me by my hair, and dragged me from a stairwell to the office to the living room to the kitchen to the bedroom and then to the guest room. In the process, he pulled large chunks of hair and scalp out of my head.

“Hoping to avoid the violence, I tried to calm Johnny down, and then went upstairs to try to remove myself from the situation. Johnny followed me, hit me in the back of my head, grabbed me by my hair again, got in front of me on the steps, and then dragged me by my hair up the last few steps. At the top of stairs, Johnny shoved me twice, which made me fear I would fall. I told Johnny that he had broken my wrist in an attempt to get him to stop.

“Johnny kept hitting me, and each time he knocked me down, I chose to react by simply standing up and looking him in the eye. Johnny responded by yelling, ‘Oh, you think you’re a f – – king tough guy?’

“He reeled back and head-butted me in my face, bashing my nose, which immediately began bleeding, sending searing pain through my face. I instantly started tearing up, and I thought that I would have to go to the hospital. I told Johnny I wanted to leave him, and that I would call the police if he ever touched me again. When I began to walk away toward the guest apartment, he responded by pushing me, then grabbed me and pulled me from one room to the next, gripping me by my hair.

“By the time Johnny had dragged me into the upstairs office, I told Johnny that I was leaving him, since I could not put up with his behavior any longer. Johnny reacted by grabbing me by my throat, pushing me down to the ground, and punching me in the back of my head. He grabbed me by my hair, slapping me in the face, and screaming at me something like, ’I f- – king will kill you — I’ll f – – king kill you, you hear me?’ There were chunks of my hair everywhere and indentations in the carpet where I was dragged.

“The fight continued onto a bed. Johnny got on top of me with his knee on my back and the other foot on the bedframe, while repeatedly punching me in my head, and he screamed—as loudly as I’ve ever heard him scream— ‘I f – – king hate you’ over and over again. The bedframe splintered under the weight of the pressure of his boot. Johnny hit me with his closed fists, and I remember being unable to hear myself screaming because he had pushed my face into the mattress. I screamed as loudly as I could, hoping Johnny would realize he was severely hurting me.

“For a while, I could not scream or breathe. I worried that Johnny was in a blacked-out state and unaware of the damage he was doing, and that he could actually kill me.
see also
Johnny Depp goes after Amber Heard with $50M defamation suit

“Broken glass and chunks of hair were strewn across the downstairs of the penthouse. . . . Johnny also had written a message on the countertop in our kitchen in gold sharpie that said, “Why be a fraud? All is such bulls–t.”

Heard resolved to leave Depp for good and filed a request for a domestic violence restraining order after he allegedly attacked her again in May 2016, first grabbing her phone, “he wound up like a baseball pitcher and threw the phone in my face, as hard as he could. I yelled, ‘You hit my face,’ and started to cry. . . . Johnny grabbed my hair and started to slap, shake and yank me around the room while I continued to scream.”

Heard states that their neighbor heard her screams came into their apartment, threw herself in between them and begged Depp to stop, who was screaming at Heard, “Amber get the f – – k up.”

Heard states, “Johnny smashed various objects around the house with a wine bottle as he left. . . .Johnny smashed more items in the hallway, spilled wine everywhere, and kicked a hole in a solid door.”

He then allegedly demanded to be let into another apartment where Heard’s possessions were kept, “Johnny destroyed everything he could and chased [makeup artist] Liz Marz out of the penthouse carrying a wine bottle.”

Heard adds that after reporting Depp’s abuse, and following their divorce in January 2017, some people have claimed she faked her injuries. “Many people called me a liar (without ever hearing my story). I was dropped from a global fashion brand’s upcoming campaign. I lost a part for a movie in which I had already been cast. People I have never met or spoken to threatened me with violence. I received so many death threats I had to change my phone number on a near-weekly basis.

“People accused me of having abused Johnny. That simply is not true. I never attacked Johnny other than in self-defense (and in defense of my little sister). I have never physically abused anyone. I know what that does to people.”

She adds, “Instead, I have attempted to promote good in the world and to advocate an end to domestic violence. I have sought to use my public persona to speak out on an issue that was extremely meaningful to me and millions of other women and men every year. I have spoken out about violence in public, but I have always avoided specifically referencing Johnny, or recounting his violence against me, not only because I wanted to move past that phase of my life but also because I was constrained by the terms of a strict confidentiality agreement that Johnny had insisted upon as part of our divorce settlement.”

Heard’s attorney, Eric M. George could not immediately be reached for comment, but earlier said in a statement about Depp’s defamation lawsuit, “This frivolous action is just the latest of Johnny Depp’s repeated efforts to silence Amber Heard. She will not be silenced. Mr. Depp’s actions prove he is unable to accept the truth of his ongoing abusive behavior.

“But while he appears hell-bent on achieving self destruction, we will prevail in defeating this groundless lawsuit and ending the continued vile harassment of my client by Mr. Depp and his legal team.”

A rep for Depp told us, “A hoax confronted with evidence requires new lies to sustain itself. Despite today’s claim ‘that was the only time I ever hit Johnny’ to concoct an excuse for our recent release of published, time-stamped photos of what she did to Johnny Depp’s face after he was late to her birthday party, in fact, Ms. Heard grudgingly admitted in her sworn deposition to multiple instances of violence against Mr. Depp. Which of Ms. Heard’s under-oath admissions was the lie, the one she filed yesterday or the one she gave in August 2016?

Ms. Heard has a new problem besides defamation, perjury and filing and receiving a fraudulent temporary restraining order demand with the court: We are now interviewing other women who have come forward claiming they are victims of horrific acts of violence and other abuse at the hands of Amber Heard, in addition to Johnny Depp and Tasya van Rhee, the latter of whom Ms. Heard was previously arrested and incarcerated for assaulting. We have now issued subpoenas to Amber Heard, her hoax assisting friends, Elon Musk and other witnesses to explain the avalanche of video, audio, photographic and testimonial evidence with which we intend to confront them.”

In Depp’s $50 million defamation lawsuit, his lawyers said “Mr. Depp never abused Ms. Heard. Her allegations against him were false when they were made in 2016. They were part of an elaborate hoax to generate positive publicity for Ms. Heard and advance her career.”

Heard’s op-ed’s “implication that Mr. Depp is a domestic abuser is categorically and demonstrably false,” his attorneys state, and the domestic abuse allegations cost him the role of Jack Sparrow in the “Pirates of the Caribbean” franchise.

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Dom Abr 14, 2019 4:18 pm

Estamos tendo mais uma semana dificil com as novas mentiras da megera, mas vamos confiar. "Nosso" advogado tem café no bule, e pelo que temos visto ele fará o que tem que ser feito.
O twitter está fervendo, ha muita informação.
Muita gente apoia Johnny, mas claro que sua imagem está novamente sendo depreciada. As vezes paro de postar porque estou lendo tudo, e às vezes saio para preservar minha saude mental e física. O choro fica na garganta. A dor no peito é grande. Johnny e essa equipe, familia e nós, não merecemos isso.

Eu tive momentos tão maravilhosos um dia antes desse estouro, fui do céu ao inferno em 24hs. É muito dificil viu? Sei que todos estão sofrendo, Se acalmem. Não adianta debater. As pessoas nao mudam de opinião com enfrentamento. Apenas façam post mostrando a verdade e coisas positivas, Não compartilhem, os tabloides, façam citações ao invés disso.

Avatar do usuário
salete
Admin
Admin
Mensagens: 11729
Registrado em: Sex Set 12, 2008 6:53 pm
Localização: Florianópolis SC

Re: Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra Amber Heard

Mensagem por salete » Dom Abr 14, 2019 4:20 pm

PageSix e "The Sun", estão gerando as materias vendidas pela AH. São da mesma empresa New Corp. #JohnnyDepp está processando o #TheSun desde o ano passado por difamação. Eles se uniram a AH nessa armação. Eles querem tambem atingir os fãs de #HarryPotter para desestabilizar JD.

A mídia tenta vender algumas notícias tipo:
"Amber Heard apresentou novas alegações" quando na verdade:

1 - Foi Johnny Depp quem a processou e ela simplesmente pediu para encerrar seu caso, repetindo algumas mentiras;

2 - ELA NÃO PODE PROCESSÁ-LO porque um juiz descartou seu caso EM 2016 "COM PREJUDICE" (isso significa que ela não pode mais acusá-lo de violencia judicialmente, relacionados ao tempo que estiveram juntos.
Isso significa, para quem não entendeu ainda, que ele foi inocentado em 2016.

Responder