September 25, 2015

Banda de Alice Cooper, Joe Perry e do ator Johnny Depp desfila covers com sofisticação

Matéria da Folha de São Paulo – 25/09/2015
Marco Aurélio Canônico
Do Rio

12011349_886201684788013_8558183197055319145_n

Antes mesmo de seus estrelados integrantes pisarem no palco Mundo, um vídeo já mostrava o que o Hollywood Vampires apresentaria à plateia que lotou o Rock in Rio nesta quinta: uma seleção de clássicos do rock, de artistas como John Lennon, Jimi Hendrix, The Who e Led Zeppelin.

E o grupo não decepcionou. Tendo nos vocais Alice Cooper, nas guitarras Joe Perry (Aerosmith) e o ator Johnny Depp, além de dois ex-Guns n’ Roses –Duff McKagan (baixo) e Matt Sorum (bateria)–, a banda fez um show-tributo afiado e alto, como convinha.

Cooper, o veterano da trupe, é o homem de frente e um vocalista consistente, ainda que sem variações na voz –em “Whole Lotta Love”, do Led Zeppelin, deixou as partes mais agudas a cargo da convidada Lzzy Hale, que pouco antes incendiara o palco Sunset com a Halestorm.

Perry, eterno cover de Keith Richards, é o outro esteio do grupo, com sua competência na guitarra.

Mas as atenções estavam concentradas, ao menos inicialmente, em Depp, com um visual tipo Jack Sparrow-mais-elegante, aparentemente inadequado para o dia mais quente do ano no Rio: camisa branca de mangas longas, calça social, colete, gravata vermelha e bandana na cabeça.

O ator não se saiu mal como segundo guitarrista, ocasionalmente arriscando solinhos. Mas tampouco se destacou, até porque o que não faltou no palco foram guitarras.

O grupo ainda contou com a participação do baterista Zak Starkey, filho de Ringo Starr e ex-Oasis, em “I’m a Boy” (do Who), e do guitarrista Andreas Kisser, do Sepultura, no clássico “School’s Out”, de Cooper, em dobradinha com “Another Brick in the Wall Part 2″, do Pink Floyd.

O apanhado de sucessos alheios foi entremeado por duas canções próprias da banda –”Raise the Dead” e “Billion Dollar Babies”– que não fizeram feio, mostrando o potencial que o grupo teria se investisse numa carreira, o que já descartaram.

Os vampiros encerraram a aula de classic rock para a molecada que aguardava System of a Down com “Train Kept A-Rollin'”, do Aerosmith, e “Brown Sugar”, dos Stones.

Folha de São Paulo



Comment Form