January 19, 2015

(Obs: Esta versão do video está lenta, por isso a voz dos dois está um pouco arrastada.)

Tradução da Entrevista:

Jimmy: O cara de mil faces, vozes, chapéus, cujos filmes arrecadaram mais de $3,000,000 em dinheiro, sua última atuação é na comédia Mortdecai que estará nos cinemas dia 23 de janeiro, por favor, recebam Johnny Depp!

Jimmy: Como você está?

Johnny: Estou bem, estou bem.

Jimmy: É bom te ver. Eu sinto que você fez uns 15 filmes desde a última vez que eu te vi, e isso foi só tipo em abril ou algo assim.

Johnny: É, a esse ponto eu perdi a conta.

Jimmy: Você tem trabalhado muito!

Johnny: É….

Jimmy: Você até fez um filme com a sua filha, quantos anos ela tem agora?

Johnny: É, é. Ela tem 15 anos.

Jimmy: 15 anos, Lily-Rose é o nome dela

Johnny: Ela fez seu primeiro filme com sua melhor amiga do jardim de infância, dirigido por Kevin Smith.

Jimmy: E você, como um colega de trabalho estava nervoso por ela enquanto fazia um filme com ela?

Johnny: É, eu, é, estava nervoso por ela até vê-la em cena por três segundos… Ela é maravilhosa!

Jimmy: Deve ter sido um alívio, você já pensou o contrário? Você a treinaria?

Johnny: Se eu a treinaria? Você quer dizer como se ela fosse absolutamente sem talento? ( risos ) Não, não.

Jimmy: Você simplesmente a deixaria ir.

Johnny: (encenando como faria caso contrário) “Você ta indo muito bem, querida!”

Jimmy: Tipo quando a gente pendura o desenho no refrigerador. Eu não sei o que é isso, mas é bonito. Então na verdade é um pouco divertido. Você alguma vez já a ensinou a atuar ou só uma habilidade natural que ela tem?

Johnny: Não, eu acho que a coisa mais próxima disso foi enquanto brincávamos de Barbie quando ela era pequena.

Jimmy: Brincar de Barbie??

Johnny: É, a gente brincava muito de Barbie, eu costumava testar os personagens nela. (risos)

Jimmy: Através das Barbies? Você a testava com os personagens

Johnny: É, Willy Wonka, Capitão Jack, hum, é agora eu não consigo me lembrar qual, mas estávamos brincando e ela disse “pai, haja naturalmente, tire essas vozes” …. E foi assim que eu parei de brincar de Barbie!

Jimmy: Não tem mais Barbie para brincar, como que você vai testar seus personagens? Você tem que ter outro filho, sabe? Quer dizer, se esse é o seu campo de experimentações, você tem que voltar à fonte.

Johnny: Eu tenho várias Barbies em estoque…

Jimmy: Ah, esse é uma confissão ameaçadora pra mim! (risos) Seus filhos sabem sobre você? Tipo, eles sabem…. Da última vez que você veio aqui você nos contou uma história sobre Hunter Thompson e as loucuras de vocês dois. Eles sabem sobre essas coisas?

Johnny: Sim, eles sabem.

Jimmy: Ah, eles sabem! Eles pensam nele (Hunter T.) como uma figura de tio ou algo do tipo?

Johnny: É, eles têm noção de que ele foi uma pessoa muito próxima de seu pai, é, meio que sim, eu já coloquei Lily em seus braços.

Jimmy: Isso não me parece muito sábio.

Johnny: Estava tudo bem porque o LSD estava em seu bolso.

Jimmy: Ah, entendi, ok, bom. É que eu acho que essa história tem algo a ver com vocês caçando Don Johnson com armas (carregadas).

Johnny: Ah é….É, é verdade. Fizemos, Johnson (risos), eram três da manhã e Johnson estava vindo nos visitar e ele disse “é melhor montarmos uma emboscada” e quando Hunter diz para montar uma emboscada, é melhor montar uma emboscada, um monte de armas

Jimmy: Ah, é, claro, se Don Johnson está vindo e você tem que fazer isso, claro, não temos escolha. Voce não pode ficar desprotegido, ele é Miami Vice! Mas nesse novo filme, que aliás o seu personagem é bem engraçado, eu não sei se foi concebido pela Barbie ou não, mas a Gwyneth, eu a estava escutando no Howard Stern, acho que foi ontem, que ela estava falando que você escutava música enquanto atuava, então você estava com fones de ouvidos enquanto estava atuando, o que…. Eu não sei…. Você pelo menos consegue ouvir o outro ator?

Johnny: Não.

Jimmy: Você lê os lábios….

Johnny: Às vezes é melhor assim…. Sei lá.

Jimmy: E o que você estava escutando?

Johnny:Johnny: É, basicamente eu escuto música para me manter no meu próprio mundo, mas também é o que começa a definir o personagem, porque e alguma forma todos nós temos a nossa própria trilha sonora acontecendo a todo tempo, mesmo quando não estamos conscientes disto, de alguma forma você acaba ouvindo-a o dia todo.

Jimmy: Isso é uma técnica ou como preferir? Você desenvolveu sozinho? Alguma outra pessoa faz isso?

Johnny: Quando eu trabalhei com Marlon Brando pela primeira vez, estávamos fazendo uma cena em Don Juan DeMarco, eu estava com uma espada e a máscara de Don Juan e essas coisas todas…. Brando apareceu em uma plataforma elevatória, sabe? E eu lá, apontando a espada, atravessando através da garganta e ele me falando quem ele era e no meio de seu discurso e ele estava tipo *começa a imitar o Brando atuando no filme* “Meu nome é Francisco…. Eu… O que?? O que? Eu não consigo te ouvir agora Caroline”. E eu estava assim (Johnny fica parado) com a espada…

Jimmy : Sem discussão!

Johnny : É Marlon Brando! E só pensei “ Ta certo! Ele é louco!”

Jimmy : Alguém tem que continuar a sua tradição!

(Intervalo)

Jimmy: Eu gostei desse filme. Explique-me qual é a ideia do filme.

Johnny: Mortdecai, meu personagem, ele faz é um negociante de arte e sem dúvida, potencialmente tão corrupto quanto !ele poderia ser, sabe, um tipo de trapaceiro, mas ele tem as do Peter Sellers (Jimmy : definitivamente! É verdade!) , tipo de comédia, sabe?

Jimmy: Aquele bigode no filme é mesmo seu ou foi colocado?

Johnny: Não não, eu não poderia ter um daquele jeito.

Jimmy: Então você colocou o bigode sobre o seu bigode ou você tirou o seu?

Johnny: Eu raspei.

Jimmy: É como o Brando (Marlon Brando) faria também!

Johnny: É.

Jimmy: Você ta fazendo um documentário sobre seu amigo, Keith Richards e, primeiramente, como você se tornou amigo dele?

Johnny: Hum, eu conheci o Keith na metade dos anos 90 e seu filho, Marlon, e eu acho que ele falou comigo na época porque pensou que era o traficante de drogas de Marlon.

Jimmy: Ah, sério?

Johnny: E você não era?

Johnny: Eu não era.

Jimmy: Keith está ciente que você está fazendo um documentário sobre ele? Ou ele acha que você tem câmeras por nenhum motivo aparente?

Johnny: Ele ainda acha que eu sou o traficante do Marlon.

Jimmy: Você já conseguiu Richards (Keith) e Thompson (Hunter) juntos?

Johnny: Oh sim, isso realmente foi uma coisa.

Jimmy: O que aconteceu?

Johnny: Bem, eles ficaram lá não entendendo o que o outro estava falando.

Jimmy: Como imaginar que aqueles dois iriam se entender (entre famosos) ou de uma forma terrível?

Johnny: Eles se adoravam.

Jimmy: É mesmo? Que vida divertida. Você tem legenda nesse documentário? (Obs: para entender o que Keith vai falar). Como vai ser isso?

Johnny: Provavelmente vai ter.

Jimmy: Tocar guitarra é a sua paixão, se você tivesse que fazer alguma coisa seria isso?

Johnny: Bem, há todos esses anos quando eu tocava profissionalmente e eu estou muito feliz por não ter continuado nisso profissionalmente. Ao observar minha vida eu posso dizer que tudo o que fiz foi puramente por amor.

Jimmy: Não interessa qual seja seu trabalho principal, mas parece que você deseja poder fazer essa outra coisa (tocar) o tempo todo.

Johnny: É onde eu consigo escapar.

Jimmy: Então, nós temos esse vídeo que eu não sei se você já viu, de quando você tinha 18 ou 19 anos…. Bem, vamos dar uma olhada.

(Passam o tal vídeo)

Johnny: é, foi há um bom tempo.

Jimmy: é, bom guitarrista, aliás. E você tinha um corte de cabelo romântico ali no topo da cabeça….

Johnny: Era só para essa música.

Jimmy: Você lembra disso?

Johnny: sim, eu lembro, chamávamos a banda de “the kids”, tinha 17 anos

Jimmy: É, você era uma das crianças… Bem, foi muito bom te ver. Johnny Depp pessoal!

Favor creditar ao DeppLovers se compartilhar.

(Trad. por Luisa Rangel)


Comments are closed.