Johnny Depp registra processo de difamação de US$ 50 M contra ex-mulher

Johnny Depp entrou com uma ação por difamação contra sua ex-mulher, Amber Heard, alegando que suas acusações de abuso doméstico eram “uma farsa elaborada” e ele irá atrás dela por incríveis US$ 50 milhões.

De acordo com documentos judiciais obtidos pela The Blast, Depp está discordando de um artigo que Heard escreveu para o Washington Post em dezembro de 2018. A ação afirma: “Sra. Heard pretendia escrever a partir da perspectiva de “uma figura pública que representa o abuso doméstico” e alegou que ela “sentiu toda a pressão do movimento atual por mulheres que se abrem publicamente” quando ela “falou contra violência sexual”.

O advogado de Depp reconhece que ela nunca menciona Depp pelo nome, mas diz que o artigo inteiro “depende da premissa central de que Heard era uma vítima de abuso doméstico e que Depp cometeu violência doméstica contra ela”.

No processo, Depp chama as “falsas alegações” contra ele de “uma farsa elaborada para gerar publicidade positiva” para ela e “avançar em sua carreira”. A ação afirma fortemente que ela é que o atacou, alegando: “Ms. Heard não é uma vítima de abuso doméstico; ela é uma autora”.

Ele alega que as alegações de abuso de Heard foram “conclusivamente negadas por dois policiais que responderam separadamente as chamadas, varias testemunhas neutras e 87 vídeos de câmeras de vigilância recém-obtidos”.

Um incidente muito divulgado entre o casal ocorreu em 21 de maio de 2016, quando Heard alegou que Depp a atacou. Depp alega que um vizinho deu uma declaração dizendo que “ele repetidamente interagiu com a Sra. Heard, de perto, sem maquiagem, e totalmente desmarcada e ilesa entre os dias 22 e 27 de maio de 2016”.
Continue lendo AQUI

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

«
»