maio 13, 2016

Antes da premiere europeia de Alice Através do Espelho em Londres, Johnny participou de entrevista coletiva sobre o filme, no dia 09 de Maio de 2016. Veja aqui a tradução de um dos vídeos desta entrevista.

“O Chapeleiro e seu, sabe, maior desgosto em sua vida, foi mencionado no primeiro filme, que é sua família, passar por este filme, passar por esse aborrecimento emocional … que é tudo muito necessário, para encontrar a verdade foi … sabe, é … apesar de Alice estar lá para empurrá-lo, para apoiá-lo, ele … certamente, eu não acho que seja algo que ele pudesse fazer sozinho.

Foi ótimo, porque, você sabe, obviamente, o primeiro filme, estabelecendo um tipo de linguagem no filme, estabelecendo os personagens, e então, sabe, com o segundo, Através do Espelho, explorar como o Chapeleiro tem tantas personalidades diferentes, para explorar essas personalidades, seria, não só nunca visto, mas nunca esperado de se ver. E vê-lo ir de, sabe, aqui em cima (faz com a mão), em termos de felicidade, para incrivelmente baixo e próximo da morte, é como que o seu coração o estivesse matando.

A ideia, a própria ideia de alguém, de um ator interpretar o Tempo no filme Alice no País das Maravilhas, o único, quer dizer, verdadeiramente, a única pessoa que você poderia trazer para interpretar o Tempo, seria Sasha Baron Cohen. Por tantas razões, porque ele … Você poderia ter todas as expectativas do mundo e ele vai fazer absolutamente o contrário. E é fantástico, o que faz tão maravilhoso de improvisar com ele, sabe. Sasha, eu sempre… eu o admiro há tanto tempo. Nós fizemos um par de coisas juntos e então quando ele entrou e eu o vi todo vestido (caracterizado) como Tempo, fez perfeito sentido ( fez todo o sentido).

Acho que quando Tim conseguiu (obteve) todas as possibilidades de paisagens, sabe, que qualquer coisa é possível, sabe, então escolher o local do lugar, escolher a linguagem, eu acho, do lugar, das pessoas. Eu acho que ele deixou sua marca, mas ao mesmo tempo, não é … ele não colocou tão longe em sua “Terra” Tim Burton, que era dispersivo( distraía). Ele foi verdadeiro, a … acho que ele foi verdadeiro, com Dodgson, com Lewis Carroll.”

Tradução: Cy Vieira e Traci Vega

Obs:Dodgson é o sobrenome de Lewis Carroll, cujo verdadeiro nome era Charles Lutwidge Dodgson.



Comment Form