Estamos de aniversário!!! DeppLovers 12 anos!

Hoje, este fansite completa 12 anos!!!
Não sabemos como chegamos até aqui. 12 anos é muito tempo, e não foi nada fácil.
Sobrevivemos ha muitas intempéries, mas sempre de cabeça erguida e arregaçando as mangas, num trabalho árduo. Muitas pessoas passaram pela equipe, muitas frequentam o forum desde meninas, outras viraram profissionais, mães e até avós. Estamos aqui firmes.

12087843_892067397497750_5784704412956277168_o

Um dos maiores desafios foi enfrentar a expansão avassaladora das redes sociais, o uso massivo dos celulares e o abandono aos computadores, deixando os sites e textos maiores para os verdadeiramente interessados em conteúdos. Nos ultimos anos muitos fansites que tínhamos como referência não resistiram, desapareceram, deixando-nos muito tristes com isso. Nos sentimos um pouco órfãs com isso.
Nos adaptamos, não foi fácil, pois conteudo é nosso foco. Fazemos uma espécie de biografia viva do Johnny, e esta vida é intensa, rica, e não nos dá folga.
Estamos em festa, estamos aqui e isso é o que importa. Vida longa ao DeppLovers!

Obrigada a todos que nos visitam, que nos incentivam. Vocês são nosso combustível.
Obrigada Johnny Depp por ser a pessoa que você é, e que você continue sempre nos dando muito trabalho. É um prazer!

hq005~0

Johnny Depp no London Film Festival 2015

Black Mass (Aliança do Crime) será apresentado em Sessão de Gala no London Film Festival, dia 11/10/2015, domingo próximo.

A presença de Johnny foi confirmada hoje pelo Festival via Twitter.

12092352_930617273640035_1647341705_n

Confira a relação dos filmes que terão sessão de Gala e apresentações especiais no BFI London Film Festival 2015 em seu tapete vermelho AQUI

Artigos  ·  Black Mass  ·  Filmes  ·  Johnny Depp  ·  Scott Cooper

Black Mass: Ainda há fascínio por mafiosos da velha escola

Black Mass: Ainda há fascínio por mafiosos da velha escola
por: Rui Pedro Tendinha | DN Portugal

Muito mais do que o filme de reabilitação de Johnny Depp, “Black Mass – Jogo Sujo” volta a pôr o filme de gangsters na ordem do dia. Chega na quinta-feira aos cinemas portugueses.

Um dos títulos mais sonantes da rentrée chega agora aos cinemas depois de uma passagem glamorosa pelo Festival de Veneza e pelo Festival de Toronto. Um ambicioso filme de gangsters que coloca Scott Cooper (Crazy Heart, 2009) na lista A dos novos realizadores de Hollywood. Uma história ‘larger than life’ sobre Whitey Bulger, o gangster mais procurado nos EUA e que se tornou figura lendária por escapar sucessivamente à justiça.

Com uma carga épica imponente e nada subtil, Black Mass assume-se por completo como “filme de género”; o ‘gangster movie’, com os seus códigos e subcódigos.

Baseado no bestseller do The New York Times, ‘Jogo Sujo’, escrito pelos jornalistas Dick Lehr e Gerard O”Neill, recentemente lançado pela Marcador, a intriga do filme acompanha com detalhe o período dos anos 80 quando Whitey Bulger (Johnny Depp) se impôs em Boston como o barão do crime organizado, afastando a máfia de origem italiana graças a um entendimento com o FBI. Bulger tornar-se-ia o principal informador das forças federais e, em troca, as autoridades fechavam os olhos aos seus negócios sanguinários e ilegais. Na verdade, como o livro sugere, Bulger era de uma frieza e de uma violência dignas de um verdadeiro sociopata, estando sugerido que durante a sua prisão em Alcatraz tenha sido vítima de experiências com alucinógenos. O filme também explora a sua relação com o irmão Billy Bulger, o todo-poderoso senador do estado. Mas é sobretudo o acordo entre John Connoly, amigo de infância e novo investigador do FBI colocado em Boston, que a narrativa de ‘Black Mass’ segue. De fora ficam pormenores sobre os anos de fuga de Whitey. Durante décadas tornou-se o homem mais procurado da lista do FBI e só na terceira idade, num lar de idosos, em 2011, é que foi finalmente apanhado.

Fonte

Artigos  ·  Black Mass  ·  Filmes  ·  Johnny Depp  ·  Opinião

Artigo do jornal de Portugal – DN

Um ator chamado Johnny Depp
por: João Lopes | DN Portugal

Há um valor simbólico na interpretação de Johnny Depp em Black Mass – Jogo Sujo que transcende o trabalho específico de composição da figura do gangster James “Whitey” Bulger. Não que esse trabalho seja banal. Bem pelo contrário: a definição da personagem, ainda que alicerçada numa elaborada manipulação do corpo, em particular do rosto (proeza que constitui uma imagem de marca de momentos marcantes da carreira de Johnny Depp), envolve uma caracterização psicológica que oscila entre o enigma sem palavras e a transparência mais inquietante. Deparamos, assim, com um filme em que a função do ator não tem nada de instrumental, quer dizer, não é secundarizada em nome de qualquer ostentação tecnológica.
Não é banal esta diferença, quanto mais não seja porque há tendências da produção americana contemporânea que, mesmo quando integram grandes estrelas, tendem a reduzi-las a mero suporte de personagens que, literalmente ou não, foram reduzidas a títeres de banda desenhada. Lembremos o caso de Robert Downey Jr., outro dos nomes fundamentais da geração (nascida na década de 60) a que Johnny Depp pertence: a sua redução a um “boneco” entaipado na armadura metálica do Homem de Ferro dos filmes da Marvel constitui um exemplo dramático de como se vai esvaziando um talento genuíno.
É certo que Johnny Depp vem de alguns aparatosos desastres, o último dos quais, O Excêntrico Mortdecai, revelava uma assustadora indigência conceptual. Seja como for, em sua defesa, importa reconhecer que nunca desistiu de ser ator, de testar os limites da expressão humana através de personagens invulgares e desafiantes – para além do seu talento pessoal, o que está em jogo é a (re)valorização do cinema como algo mais do que uma coleção de efeitos sem nada de especial.

Fonte

União de forças devolve o prazer de ouvir em missão no Rio de Janeiro

A banda The Hollywood Vampires, em sua recente passagem pelo Brasil para apresentação histórica no Rock in Rio, através de parceria com a Fundação Starkey, participou de missão que beneficiou mais de duas centenas de pessoas com a doação de aparelhos auditivos.

Algumas pessoas mal intencionadas e segmentos não confiáveis da mídia divulgaram falsas versões dos fatos, gerando uma onda de desinformação e protestos. Além disto, com base nas inverdades divulgadas, muitas pessoas com perda auditiva procuraram a página do Facebook do DeppLovers, acreditando ser possível o contato com Johnny, e pedindo a doação de um aparelho.

Na condição de fansite, não temos contato com o artista, apenas acompanhamos e divulgamos seu trabalho. Entretanto, preocupados com estas pessoas, e no intuito de ajudá-las, entramos em contato com a Starkey Hearing Foundation, que prontamente nos atendeu, encaminhando uma Nota Oficial sobre o evento, assim como instruções a serem transmitidas aos interessados.

unnamed (4)

Foto cedida por Starkey Hearing Technologies

Fundação Starkey muda a vida de mais de 200 pessoas com perda auditiva no Rio de Janeiro

A Starkey Hearing Foundation realizou uma de suas missões no Brasil e promoveu a doação de mais de 400 aparelhos auditivos para crianças e adultos, no estado do Rio de Janeiro. Com o apoio da banda Hollywood Vampires e da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, a Fundação cuidou de toda a preparação e avaliação para a doação e devolveu o prazer de ouvir para muitas pessoas.

Profissionais da área de saúde, como fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas, uniram as forças e contribuíram para a realização da missão no país. Uma pré-seleção foi feita em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro para identificar os pacientes em fila de espera e contemplá-los com esta ação, que já ocorre ao redor do mundo.

E o resultado foi incrível: mais de 200 pessoas puderam ouvir pela primeira vez, enquanto outras tiveram a audição de volta. “Esse é o melhor trabalho que poderíamos fazer. Ajudar as pessoas é o que dá significado à vida. As nossas vidas se estendem através dos presentes que damos para a nossa comunidade e para a humanidade”. William F. Austin, fundador da Starkey Hearing Foundation.

A Fundação
A Starkey Hearing Foundation se dedica a melhorar a vida das pessoas com problemas auditivos ao redor do mundo. Desde 1973, a Fundação promove o cuidado com a audição através do apoio à pesquisa, educação e programas beneficentes. Conta com diversos apoiadores importantes, tais como Elton John, George W. Bush e Bill Clinton.

Sozinhos não podemos muito, juntos podemos mudar o mundo!

Obrigada a Waldete, Janaína e Eric do Marketing/Starkey

Álbum dos Hollywood Vampires já a venda no Brasil!

CD do Hollywood Vampires a venda no Brasil

A própria banda está divulgando no twitter!!! Quer dizer… Eles estão apostando no público brasileiro! Vamos lá pessoal, adquirir uma cópia!
O CD pode ser adquirido no site da Livraria Cultura e certamente nas lojas físicas.

CD

Detalhes do Produto

Origem: NACIONAL
Gravadora: UNIVERSAL (CDS)
Ano de Produção: 2015
País de Produção: BRASIL
Código de Barras: 602547413918
Altura: 12,50 cm
Largura: 14,20 cm
Comprimento: 1,00 cm
Quantidade de Discos: 1
Peso: 00,11 kg

•Volume 1
1. THE LAST VAMPIRE
2. RAISE THE DEAD
3. MY GENERATION
4. WHOLE LOTTA LOVE
5. I GOT A LINE
6. FIVE TO ONE/ BREAK ON THROUGH
7. ONE/ JUMP INTO THE FIRE
8. COME AND GET IT
9. JEEPSTER
10. COLD TURKEY
11. MANIC DEPRESSION
12. ITCHYCOO PARK
13. SCHOOLS OUT/ ANOTHER BRICK IN THE WALL PT.2
14. DEAD DRUNK FRIENDS

O CD também pode ser adquirido através do site da Saraiva. Lá o produto está em pré-venda. Lançamento previsto para 09/10/2015.

Hollywood Vampires na Classic Rock – TeamRock

A revista Classic Rock de Novembro/2015 traz na capa os Hollywood Vampires, e uma grande matéria, contando toda a história da banda. E em sua versão online ela traz várias fotos, algumas já conhecidas, e outras inéditas, obtidas no show realizado no The Roxy/LA, em 17 de Setembro de 2015, de autoria do fotógrafo Ross Halfin.

12107037_743643209101302_1477626255628314522_n

479x720 (1)479x720 (3)1280x851

ClassicRock

Artigos  ·  Black Mass  ·  Filmes  ·  Johnny Depp  ·  Luke Ryan  ·  Scott Cooper

Matéria da CBS Boston com Luke Ryan, ator de Black Mass.

Abaixo vocês conferem a matéria da CBS Boston com Luke Ryan, o garotinho que faz o filho de Bulger em “Aliança do crime” (Black Mass).

Garoto de Scituate fala sobre o papel em Black Mass, e o tempo com Johnny Depp
Por Katie Brace, WBZ-TV
02 de outubro de 2015 22:38

SCITUATE (CBS) – Luke Ryan de Scituate se agita com seus quatro irmãos sexta à noite, assim é a vida de uma estrela de cinema de 8 anos.

Ele interpreta o filho de Whitey Bulger ao lado de Johnny Depp como Bulger no filme “Black Mass.”
“Ele é apenas a mesma criança em casa e com os amigos”, disse Leslie, a mãe de Luke Ryan.

Na vida real, Luke é muito tranqüilo. Ele ficou impressionado em como eram “normais” as estrelas, como quando ele perguntou a Depp se ele poderia trazer seu irmão no set. Luke disse que Depp disse a ele: “Este é o seu filme tanto quanto é o meu filme.”

Ele também compartilhou como estava no roteiro para ele comer ovos em uma cena de desjejum, mas ele odeia ovos. Depp então mudou para bacon. Luke disse que ele comeu bacon o dia todo.

Lucas passou três dias filmando. A cena de desjejum e sua cena no hospital morrendo foram os grandes momentos. Ele contou como ele tinha que usar muita maquiagem e eles repetiram as cenas várias vezes.

Luke e seus irmãos não tomam aulas de interpretação, mas eles gostam de atuar e geralmente fazem participações em comerciais e filmes independentes.

“Começamos como uma espécie de fundo para a faculdade e não tínhamos ideia de que iria se transformar nisso”, disse Leslie.

Leslie e Rob Ryan levaram seu filho para ver o filme, embora cobrissem seus olhos durante partes do mesmo. Eles disseram o que seus filhos fazem atuando, e como é cada menino. Lucas tem grandes planos para o futuro. Ele tem uma audição no sábado e um jogo de hóquei no domingo.

Fonte

Artigos  ·  Bastidores  ·  Benedict Cumberbatch  ·  Black Mass  ·  Curiosidades  ·  Entrevistas  ·  Filmes  ·  Gravações  ·  Notícias  ·  Traduções

Boston Herald – Johnny gentil em set de ‘Aliança do crime’

Johnny Depp vai além das espectativas
Por: Gayle Fee

Johnny Depp passou por uma transformação espetacular. De protagonista charmoso ao gangster careca, de olhos mortais e dentes podres, Whitey Bulger.
A estrela de “Aliança do Crime” interpreta a maldade pura nas telonas, mas foi um verdadeiro amor no set.

“Estava muito quente lá fora no dia em que filmamos a cena do desfile.” disse Jim Powers, que interpreta o personagem apelidado por Benedict Cumberbatch de “Sr. Prefeito” na saga do senhor do crime de Southie.

“Estávamos todos morrendo (de calor), mas o show tinha que continuar. Benedict estava em cena e Johnny Depp também. Assim como o ator que interpreta John Connolly. No final do dia, Johnny Depp pediu ao diretor que reunisse todos em um semi-círculo e pessoalmente agradeceu a cada um pelo trabalho que executamos. Foi muito inesperado e muito bacana.”

Normalmente, em sets de filmagens, as grandes estrelas tem pouco envolvimento com os figurantes. Na verdade eles são até orientados a não olhar para os famosos! Porem Powers afirma que a atmosfera em “Aliança do Crime” era bem relaxante e amigável.

Depp se saiu melhor com o sotaque, a qual ele atribuiu ter aprendido com seu colega de banda, Joe Perry (Hollywood Vampires).

Os relacionamentos de Bulger com Teresa Stanley e Catherine Greig, a mulher com quem ele ficou escondido por 16 anos, não são retratados no filme. Sienna Miller, que interpretou Greig, foi cortada do longa. Depp não envelhece durante as épocas retratadas ao decorrer do filme e a complicada relação ‘ying-yang’ de posse dos irmãos Bulger pela cidade não são completamente firmadas.

Alguns em Southie, especialmente aqueles afetados pelo reino de terror de Bulger, terão problemas com o filme e irão achar que o mesmo glorifica um assassino frio. E mesmo com Bulger atrás das grades, seu legado continua vivo nas vidas perdidas e destruídas e isso é algo que é melhor não ser esquecido.

Fonte
Traduzido e adaptado por: Depplovers