Como a Disney lidou com a musica assustadora e sexualizada de JD (Lobo Mau)

Artigo sobre o ponto de vista da sexualidade da canção “Olá, Little Girl” do Lobo mau. (Caminhos da Floresta) O filme estreou ontem, dia de Natal nos EUA.

Como a Disney caminhou na ponta dos pés com a musica assustadora e sexualizada de Johnny Depp

A música pode ser ouvida : clicando aqui.

Cantando a predatória “Olá, Little Girl”, Depp interpreta o lobo em oposto a Lilla Crawford Little Hoo
por Ashley Lee 2014/12/25

Into the Woods fica bastante assustador, muito rapidamente.
Um dos muitos grandes nomes do conjunto de estrelas do filme-musical é Johnny Depp, que aparece como o Lobo para Chapeuzinho Vermelho, interpretado por Lilla Crawford. Os dois se encontram na floresta e compartilham o dueto, “Olá, Little Girl” , enquanto a jovem se distrai com as flores em seu caminho para visitar sua avó doente com uma cesta de produtos de panificação.

ITTW-DL010

A canção é o terceiro número do filme – ouvida durante a primeira metade que o diretor Rob Marshall descreveu como “muito mais uma brincadeira e uma farsa, é alegre, inteligente, esperta e divertida”, e bem antes de o filme tomar um rumo mais sombrio.
Na maioria das encenações do distorcido conto de fadas do musical de Stephen Sondheim-James Lapine, o semi-vestido lobo uiva alto ao fechar a canção com um impulso pélvico.
Os inúmeros comentadores do chatroom de teatro têm debatido o duplo significado da canção, apontando os símbolos lascivos como a capa cor de luxuria e objeto de exploração de Chapeuzinho: as flores, alusivos à virgindade.
O número que acompanha “Olá, Little Girl” é O da Chapeuzinho “I Know Things Now”, que tem sido muitas vezes interpretada como resposta do personagem para um primeiro encontro sexual.
Sondheim disse esta foi uma objeção durante o processo de adaptação, juntamente com o destino de alguns personagens na tela.

Então como é que o lançamento da Disney lidou especificamente com a canção sexualizada de Depp e Crawford ?
“Delicadamente, muito delicadamente, estávamos cientes das implicações”, disse o produtor John DeLuca dao The Hollywood Reporter na estréia do filme no início deste mês.
“E nós realmente queriamos contratar crianças para isto -.. Você não pode fazer isto em um palco, eles são [geralmente] mais velhos… Então nós encontramos o nosso caminho, não torná-lo muito pesado diante da pedofilia”

Musicalmente, “é uma coisa muito difícil, porque é inerente nas letras”, disse o produtor musical e supervisor Michael Higham, que também colaborou com Depp no filme- musical Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet em 2007. Enquanto o arranjo permanece praticamente intocado”, enfatizamos os instrumentos de sopro para fazê-lo sentir-se um pouco mais leve, especialmente as flautas. E nós tornamos isto um pouco mais jazz-. Tocando mais na linha de walking bass. Inerentemente, quando se tem um jazz parece mais leve.

O tom da canção original também foi reduzido para caber gama de Depp, que apresenta um contraste ainda mais gritante às linhas de soprano puros de Crawford. “O bom é que na introdução da canção ainda está escuro, então você não sabe bem onde está”, acrescentou Higham sobre as notas baixas que fundamentam os rosnados de Depp e letras iniciais. “No momento em que Johnny começa em sua seção otimista [com Crawford], é só diversão.”
Crawford não se intimidou para estrelar em uma das cenas mais predatória do filme. “Você pode toca-la de muitas formas, por isso, só não tocar dessa maneira!” ela riu.
“Nós meio que a encenamos como talvez aquele cara assustador que tipo, ‘Ei, entre na van’, e ele acaba por ser um seqüestrador. Foi deste tipo.”

Apesar das alterações no arranjo e um terno [i]zoot[/i] da estilista Colleen Atwood inspirado em Avery Tex que esconde a anatomia animalesca do personagem, o lobo ainda circula em torno da Chapeuzinho com sugestão suficiente para desencadear alguns calafrios, especialmente porque ele canta: “Olhe para aquela carne, rosa e gorda, Olá, menina.”

Da decisão de manter o suficiente das insinuações na faixa de insaciabilidade na tela, DeLuca disse: “Você tem que -. Ele tem que ser a tentação de tira-la deste caminho das flores, para o despertar. A tentação de algo sedutor, algo atraente . Mas não, nós não poderiamos atingi-lo na cabeça. ”

As letras também incluem o kicker: “Não há nenhuma maneira possível para descrever o que se sente quando você está falando com a sua refeição!
“Mas DeLuca não está preocupado com a reação dos pais, que vêem o lançamento do dia de Natal com as suas crianças.”

“Eu não estou preocupado com isto tudo, por causa da forma como se tratou o assunto”, explicou ele. “Veja, porque a criança vê a vida muito diferente:. Você vê o que você procura, e a criança vê este lobo louco que ela tornou humano. Ele só quer comê-la, ele realmente quer devorá-la – ele está com fome ! Então, muitas pessoas que trouxeram seus filhos para vê-lo, as crianças adoram, porque o veem a partir de seu ponto de vista. ” DeLuca também observou que os pais “o amaram também”, porque eles entendem a sugestividade nas cabeças de seus filhos.

“Este filme é uma verificação da realidade, mas também é misturado com a fantasia”, acrescentou Crawford da interação de seu personagem com Lobo de Depp. “É tudo sobre crescer e se tornar um adulto, deixando a sua infância e tornando-se uma jovem mulher que eu acho que muitas meninas da minha idade podem se relacionar com isso. – Até eu posso, e isto é o que há de tão especial sobre a Chapeuzinho Vermelho nesta versão. “

Texto original: Hollywood Reporter
Tradução Adriana

Primeira imagem de Johnny no filme London Fields

London Fields foi gravado em Londres em 2013, na mesma época que Johnny gravava Mortdecai. A protagonista do filme London Fields é sua noiva Amber Heard. O filme é baseado no “sombriamente cômico” romance policial de Martin Amis, com o mesmo nome, de 1989.

Finalmente temos uma imagem do personagem de Johnny, que parece ser de bastidores.

LondonFields-still1

Amber Heard vive a protagonista Nicolla Six, uma femme fatale que tem a premonição do próprio assassinato, na qual se envolve com em um triangulo amoroso com um escritor decadente, um banqueiro insatisfeito com o casamento e um homem que consegue dinheiro fácil nas ruas. Sendo que ela sabe que um destes homens será o seu assassino.

O ator Jim Sturgess, que interpreta o personagem Keith Talent, um trapaceiro, mulherengo e bêbado jogador de dardos, revelou em entrevista à revista de moda masculina Mr Potter, qual o personagem de Johnny!!!

Trecho da matéria:

Para o papel de London Fields, o Sr. Sturgess não deixou nada ao acaso. Ele passou um tempo com uma lenda improvável do esporte britânico, o famoso jogador de dardos Bobby George. “Ele se tornou meu mentor. Eu ia e jogava rodadas de dardos em sua casa. E, em seguida, Johnny Depp acabou fazendo meu inimigo mortal nos dardos, Chick Purchase.
Tudo ficou mais e mais bananas. Houve um momento em que eu estava sentado lá almoçando com Johnny Depp e Bobby George, nós três, em Elstree [Studios]. Johnny não tinha ideia de quem era Bobby e Bobby não tinha ideia de quem era Johnny, “but they got on like a house on fire”. Johnny ainda roubou algumas piadas curtas de Bobby e colocou-as no filme. Ele é inteligente assim. Ele pega as coisas.”

Segundo a Rosa Maria, de nossa equipe, que já leu o livro, Chick Purchase é um personagem que aparece muito pouco, no final, mas tem cena importante. É um personagem esquisito. Aqui, uma descrição dele, no livro (não se sabe se no filme será assim!)

“Havia também algo de ridículo, sinistramente ridículo, em sua aparência: vestia-se como uma garota, como uma dona. Dava ao fluir das calças um pouco do ritmo que daria uma garota, e a camisa tinha babados, daqueles que as garotas gostam. Mas não era nenhuma menininha. Não havia como confundir o seu sexo. Chick? Nas comprimidas almofadas da cintura às coxas da calça laranja, isso era visível, e sinistramente ridículo.”

Alice Cooper  ·  Amigos  ·  Joe Perry  ·  Música  ·  Notícias  ·  Paul McCartney

Johnny gravando com Paul McC, Joe Perry

Nova foto de um projeto que está sendo realizado Johnny, Joe e Paul.
De acordo com Perry, as gravações foram feitas em um take apenas, mas não revelou muitos detalhes sobre a suposta nova parceria. “Estamos mantendo este projeto em sigilo no momento. Anunciaremos na hora certa”, afirmou. O encontro deu-se de maio para Junho deste ano.

Estamos noticiando sobre isto desde Julho, veja todos os detalhes no forum Depp Lovers

tumblr_ngpt4jkbgX1s2kuhmo1_1280_zpsab68bb5b

Foto via Sakurafavjd-Tumblr

Orlando Bloom comenta sobre Piratas 5

Sobre seu retorno no novo filme “Piratas do Caribe: Dead Men Tell No Tales”, o ator Orlando Bloom fez o seguinte comentário:

pirates-header-1

“Eu não estou totalmente certo de que [voltarei] ainda, mas há negocia ões”, ele diz a IGN. “Basicamente, eles querem reiniciar toda a franquia, eu acho, e fazer algo comigo e o relacionamento com meu filho … Eu sou Davy Jones agora, e estou agora no fundo do oceano. Pode ser divertido fazer algo onde estarei de volta do fundo do oceano, porque eu não vou parecer em nada comigo mesmo. Este [gesticula sobre seu rosto] ficará todo deformado. “

Matéria completa aqui —> comingsoon.net

Amigos  ·  Música  ·  Ryan Adams

No Shadow – Mais um vinil com Johnny Depp e Ryan Adams

Mais uma participação de Johnny Depp na área musical que só vem crescendo a cada dia. E sempre recebendo elogios de grandes artistas da área. Desta vez mais uma parceria com Ryan Adams, que está lançando um single para 13 de janeiro e já pode ser encomendado no site da PaxAm

Johnny compõe, e toca na faixa “No Shadow” neste vinil.

“Johnny veio retumbando pela PaxAm em uma noite com o seu riffs e uma ideia do que seria – algumas horas depois e um take. Mais tarde tivemos “No Shadow”… Datilografada na minha máquina de escrever e nascida e entregue a partir de um simples riff que encontramos em seu telefone.

Johhny é um compositor real e um dos guitarristas mais profundos tocando lá fora. Isso (essa música), somos nós mesmos cantando e tocando todas as partes apenas com nosso amigo Marshal Vore na bateria.”

O lado B é da primeira noite em que nos conhecemos, onde tudo que fizemos foi tocar e não dizer nenhuma palavra. Esta foi a terceira coisa que tocamos juntos e nunca houve discussão. Momentos de rock’n roll de verdade, como eles devem ser, descomplicados e entregues com todo o coração e alma que tivemos naquela noite.
A faixa 3 é uma pequena música que eu escrevi sendo apedrejado no estacionamento 7-11 em frente ao Pax o que foi um dia de cão para mim é o que mais voa com a gente.”

Nós amamos você da PaxAm.
Tenham um Feliz Natal

Fonte
Thanks Apaula88 pela tradução.