Campanhas  ·  Dior  ·  Johnny Depp  ·  Notícias

Dior Sauvage disponível para compra na Sephora Brasil

O lançamento da Dior,Sauvage, já se encontra disponível para compra no site da Sephora Brasil. Clique na imagem abaixo para visitar o site da loja e obter maiores informações sobre preços e as condições de pagamento.

Informações:

Após 10 anos, Dior criou uma nova fragrância masculina. Uma composição radicalmente fresca, representada pelo nome que tem a força de um manifesto!

Isto é o que François Demachy, Perfumista-Criador da Dior, queria: posicionar-se entre o brutal e o nobre.

A nova marca da Dior “Sauvage”, rasgada entre sua natureza animal e a sofisticação nata. Uma criação inspirada pelo ar livre, como um céu azul ozônio cortado por uma paisagem rochosa, sob o sol tórrido do deserto. 

Quase uma overdose de ingredientes naturais, selecionados com extremo cuidado. 

A fragrância conquista com sua essência fresca proporcionada pela Bergamota da Calábria. Devido ao sol especial da Calábria, a fruta fica mais intensa e desenvolve aspectos únicos e apimentados.

A nota de fundo é fortemente amadeirada e definida pelo ambroxan que é obtido do precioso Âmbar Cinza. Exala tons oceânicos, frescos e amadeirados. Possui todo o apelo sutil dos troncos secos pelo sol.

Telluride confirma Aliança do Crime na corrida pelo Oscar

Telluride: ‘Aliança do Crime’ impulsiona Johnny Depp, Joel Edgerton para o topo da corrida de atuação masculina.

O filme policial da Warner Bros sobre o notório gangster de Boston Whitey Bulger exibido no festival no fim de semana parece pronto para ser um grande candidato ao Oscar.
(por Scott Feinberg)

Black_Mass_Still

Na noite de sábado no Telluride Film Festival, a maioria dos jornalistas, incluindo eu, se sentiu impulsionado a pular a primeira sessão norte-americana de Aliança do Crime, um filme sobre O mafioso de Boston James “Whitey” Bulger estrelando Johnny Depp, a fim de participar da primeira sessão em qualquer lugar de Steve Jobs, já que foi acompanhada por uma homenagem a seu diretor. Fazer isso significava que teríamos que pegar a segunda triagem de Telluride de Aliança do Crime, que teve a sua estreia mundial em Veneza, na manhã de domingo.

Quando, bem cedo no domingo, que nos estabelecemos em nossos assentos no teatro Galaxy, o diretor de Aliança do Crime , Scott Cooper – que já dirigiu os indies Coração Louco (2009) e Tudo por Justiça (2013), mas nunca tinha ido para Telluride antes – disse: “Este é [de ter uma tela de cinema neste fest] verdadeira e sinceramente um momento influente para mim, um dos grandes momentos da minha vida.” Ele fez uma pausa dramática antes de continuar, “Eu apenas não estou certo de que este é um filme para se ver às 9 horas da manhã.”

Read More

Entrevista para o la Repubblica – Veneza

Johnny Depp: “Me transformo para o bem do público”

De: Silvia Bizio 05/09/15

Ele é o intérprete de “Black Mass”, o filme apresentado fora de competição no festival de Veneza: “Como ator eu queria fazer um personagem, mais do que me tornar uma espécie de “garoto-propaganda”.

VENEZA – Uma sala de imprensa no festival de Veneza tão cheia que nunca tinha visto, nem mesmo com George Clooney: Obviamente, há Johnny Depp, estrela do filme Black Mass, fora de competição.
Após a conferência encontramos Depp no Hotel St. Regis, na ilha de San Clemente, depois de ser perseguido por duas lanchas cheias de paparazzi para a felicidade de quem se esforçava para vê-lo.

AGarotaDinam-Premiere074

Depp está em Veneza com sua esposa, a ex-modelo Amber Heard, atriz em “The Danish Girl”. “É boa a idéia de estar em Veneza, com nossos respectivos filmes”, diz Depp mostrando seus muitos dentes de ouro, um legado do quinto Piratas do Caribe.
“Estou com amálgamas que são literalmente colados nos dentes, que levam seis horas para serem removidos e não é agradável a execução”, ele ri. “Eles devem ficar, porque ainda temos que refazer algumas cenas e eu não tenho planos de removê-los e, em seguida, colocá-los de volta.”

Em “Black Mass” ele tem os olhos azuis de seu personagem, o criminoso Bulger. “Com meu maquiador trabalhamos com um artista para pintar as lentes de contato a mão.”

Read More

Amigos  ·  Artigos  ·  Black Mass  ·  Entrevistas  ·  Festivais de Cinema  ·  Filmes  ·  Joel Harlow  ·  Notícias  ·  Scott Cooper  ·  Traduções

Artigo do The Upcoming UK – Coletiva de “Aliança do crime”

Festival de Cinema de Veneza 2015: Coletiva de imprensa de “Aliança do crime”.
The editor unit | 4 de Setembro de 2015

Você teve que encontrar algo ruim dentro de você para interpretar Whitey Bulger?

Johnny Depp: Eu encontrei o mal em mim há muito tempo atrás, e eu o aceitei. Somos velhos amigos.

O jeito que ele encara o espelho pensando: “Vou fazer algo maligno hoje”, isso no contexto dos negócios que ele faz. A violência faz parte do trabalho e é também a linguagem que as pessoas com quem ele tem associação ou não interagem. Eles entendem a mesma língua. Era uma linguagem.

Scott Cooper: Eu já conheço o Johnny a alguns anos, socialmente e pessoalmente. Ele é um dos seres humanos mais nobres e gentis que conheço. Vê-lo se transformando em Bulger é algo que nunca vi de um ator. Na verdade acredito que ele é um ator que enfrenta riscos que outras estrelas do cinema não enfrentariam. Ele é um homem que eu considero como um tesouro nacional, um prazer de trabalhar, um verdadeiro artista.

Você (Johnny) notou os fãs que estão acampados lá fora desde a noite passada aguardando sua chegada à premiere?

JD: Eles são muito gentis por esperar durante um longo tempo só pra dizer “oi” e “bem vindo à Itália”. Aquelas pessoas lá fora, eu não as chamo de fãs, isso não funciona comigo. Elas são nossos empregadores, nossos patrões. Elas gastam dinheiro para escaparem (da rotina) e passar duas horas assistindo o filme. Eu sou grato pelos meus patrões que estão lá fora.Read More

Johnny homenageado pela fundação Mimmo Rotella

IMG-20150905-WA0004-850x636

Cerimônia hoje à noite em Veneza. Mais fotos AQUI.

Prêmio “Rotella” para a estrela Johnny Depp e os diretores Gilliam e Sokurov
Sábado 05, setembro 2015 / 16:01

O Prêmio ‘Fundação Mimmo Rotella’, cada vez mais internacional agradece a direção artística de Gianvito Casadonte que, em apenas dois anos, fez uma extraordinária cobertura na mídia. No ano passado foi para o grande Al Pacino que recebeu um quadro valioso do “Master of décollage Catanzaro”, e em poucas horas será o lendário Johnny Depp a ser premiado.

Um belo fruto das habilidades interpessoais de Casadonte e a sinergia perfeita e harmonia entre o presidente e o diretor da ‘Fundação Rotella, Rocco Guglielmo Mascitti e Piero, este último também é o criador do prêmio. Ao ouvir a notícia, disse Depp da República: “Estou muito honrado. Mimmo Rotella é um artista que eu admiro grandemente.”

Será recompensado também o “visionário” Terry Gilliam e o mestre russo Alexander Sokurov, que com o seu filme “La Francophonie”, entre os favoritos em Veneza, abre as suas portas ao público no Museu do Louvre, fazendo a relação histórica entre arte e poder.

O prestigioso prêmio, que é uma obra do mestre Rotella, é inserido entre os eventos paralelos do 72º Festival Internacional de Veneza e é atribuído aos personagens do mundo do cinema, que por suas realizações tornaram o filme uma verdadeira obra de arte, e filmes em competição em Veneza, que simbolicamente continua a busca do artista décollage, a maravilhosa combinação de artes visuais e cinema.
Em suas edições anteriores, foi atribuído a esses diretores João Botelho, Julie Taymore, Takeshi Kitano, Merziyeh Meshkini, Abel Ferrara, Gianni Amelio, Peter Greenaway, Ascanio Celestini, Gian Alfonso Pacinotti e Olivier Assayas. No ano passado, o prémio foi atribuído aos vencedores do Oscar Al Pacino e Barry Levinson, do filme “The Humbling”.

O júri da XV edição do prêmio é composta pelo Presidente da Mimmo Rotella Foundation, Rocco Guglielmo, diretor da Fundação e fundador do prêmio, Piero Mascitti, diretor de arte do “Corriere della Sera”, Gianluigi Colin, diretor artístico e produtor do prêmio, Gianvito e Alessandro Casadonte. “Estamos honrados em ser capazes de nos aproximar idealmente e apoiar Casadonte e Mascitti – o pensamento do artista de fama internacional Mimmo Rotella e o imenso talento de dois “monstros ” do cinema internacional como Terry Gilliam e Aleksandr Sokurov.

Um gênio como Terry Gilliam certamente seria adorado por Mimmo Rotella, por sua idéia inovadora de cinema, pela genialidade na técnica de animação, por ser visionário: um verdadeiro artista iluminado. O Leão de Ouro, Aleksandr Sokurov, mestre da escola de cinema russo, que com seu filme “Francofonia” abre as suas portas ao público no Museu do Louvre, fazendo uma relação histórica entre arte e poder, reconhecemos com o devido prêmio especial “.

Sobre o artista:
Nos anos 50, o artista e poeta italiano Mimmo Rotella (1918-2006) percorria as ruas de Roma e recolhia os pedaços dos cartazes dos filmes colados nas paredes e nos muros e levava para o seu atelier para os transformar em obras de arte através da aplicação da técnica da ‘décollage’. Esta consiste em cortar, rasgar ou remover pedaços de uma imagem original, sobrepondo-lhe outras, transformando assim cartazes publicitários em obras de arte. Ele faleceu em Milão no dia 8 de Janeiro de 2006.

—-
Fonte – Tradução do italiano: Heleusiane – Depplovers.