janeiro 23, 2015

Johnny Depp juntamente com Gwyneth Paltrow e Paul Bettany gravaram a entrevista no programa da Ellen Degeneres no dia 21 e o episódio dedicado a Mortdecai foi exibido nesta noite, do dia 22 nos EUA.
Foi um entrevista muito divertida, incluindo um joguinho com plaquinhas de respostas.

ellen

Videos da entrevista em duas partes:

TRANSCRIÇÃO

Confiram a entrevista traduzida na íntegra.

(Fãs gritando)

Ellen: O que está acontecendo?

Johnny: O que está acontecendo?

Gwyneth: Isso nunca aconteceu.

Ellen: É, nunca, eu digo, vocês dois juntos. Primeiramente, o filme é hilário, eu estava rindo tanto e todo aquele reflexo da risada e eu não sei como vocês não se perdiam o tempo todo.

Gwyneth: Eu me perdia, eu basicamente arruinei 15 “takes”

Johnny: Nós fizemos vários “takes”, mas foi divertido.

Ellen: Mas foi hilário, nós vamos voltar a falar do filme daqui a pouco, mas vocês já se conheciam antes?

Johnny: Sim, mas não nos conhecíamos muito bem.

Gwyneth: Eu me lembro quando conheci o Johnny, eu fui convidada a uma festa pós show (after party), algo assim, em Londres e foi a primeira vez que realmente saímos.

Ellen: Isso foi há quanto tempo?

Gwyneth: Acho que uns 5 ou 4 anos atrás. E eu achava que eu era legal/estilosa, até conhece-lo. Ele estava tão estiloso enrolando cigarros e essas coisas e eu estava tipo “uau eu sou uma mãe totalmente nerd” e eu falei “nossa você consegue enrolar um cigarro assim”

Ellen: Talvez não fosse um cigarro, Gwyneth, mas…

Johnny: É, bem pensado.

Ellen: Você é legal e é, tem algo legal nele e é por isso que eu tenho orgulho de dizer que ele me deu um bracelete, ele te deu um? (se referindo à Gwyneth). Você está usando o seu? (Se referindo ao Johnny).

Johnny: Não hoje. Mas eu fiz algo, eu fiz uma tatuagem (ele mostra a “tatuagem”). Muita dor

Ellen: É, muita dor. Você acha que se eu colocar um pouco de saliva e juntar aí será que sai?

Johnny: Não sei, quer tentar?

Ellen: Não agora. Eu não sei por que eu disso isso… Então vocês não se conheciam muito bem e aí vocês trabalham juntos, teve alguma surpresa… Ele é hilário não é? Eu acho que isso é uma surpresa para muita gente, o quão engraçado ele é.

Gwyneth: Ele é a pessoa mais engraçada com quem eu já trabalhei, eu ria muito, “me mijava de rir”

Johnny: Isso foi na banheira?

Gwyneth: Não, não foi.

Johnny: Imaginei…

Gwyneth: Por que a água estava tão quente né?

Johnny: Estava tão quente….

Ellen: Então, o que te irritou no Johnny? Conte-nos a pior coisa sobre ele.

Gwyneth: Hum, ele é tipo perfeito, ele é bem incrível.

Ellen: É…. Algo que te deixou brava com ele?

Gwyneth: Sabe quando seu alarme está para tocar e você pena “são quase oito, hora de levantar e ir trabalhar” e eu acho que é quando o Johnny aparece e diz “oh, eu preciso dormir por mais seis horas”

Johnny: Porque eu preciso trabalhar hoje

Gwyneth: Ele é legal demais para seguir uma agenda regular de 24h.

Ellen: Liberal eu diria.

Johnny: No meu tempo eu estou só um pouco atrasado, só isso.

Ellen: Então por que as pessoas não marcam duas horas mais cedo?

Johnny: Eu já pedi a eles. Eles não vão me sacanear, trair? [fool me]

Ellen: E eles não fazem?

Johnny: Não

Ellen: E o que ela faz que te deixa irritado?

Johnny: Ela some

Ellen: Ela é fantástica

Johnny: Uma coisa maravilhosa

Ellen: Eu estou surpresa que vocês não se conheciam, você morava em Londres né? (referindo-se à Gwyneth) e você, você não morava em Londres, era em Paris, né? (referindo-se ao Johnny).

Johnny: Não, eu meio que vivo em todo o lugar.

Ellen: Em qualquer lugar que te levem

Gwyneth: Ele é legal demais para uma casa

Ellen: Gwyneth, você tem dois filhos, com quantos anos eles estão agora?

Gwyneth: Minha filha tem 11 meu filho 8.

Ellen: e os seus Johnny?

Johnny: Meu filho tem 12 e minha filha tem 15.

Ellen: E seus filhos se conhecem?

Gwyneth: meus filhos conheceram o Jack no set

Ellen: E quem é o mais fácil? O menino ou a menina?

(Gwyneth aponta para o Johnny)

Ellen: É, vou começar com o Johnny então

Johnny: Hum…. É….

Ellen: Os dois são difíceis?

Johnny: Os dois são maravilhosos. Mas, sabe, como um homem crescido e um pai… e um homem, não tem nada que você possa entender sobre uma garota adolescente, nada.

Ellen: Sério? Você é tão legal [cool]

Johnny: É…. Ela é maravilhosa, mas com os problemas ela é infinitamente mais sofisticada que eu. Ela pode me trapacear [she can run circles around me] e ela sabe que me pegou.

Ellen: Mas ela tem que saber o quão legal é você, certo?

Johnny: Eu não acho que ela jamais iria pensar isso

Ellen: Sério? É insano sua filha não saber o quão legal você é. (agora se referindo à Gwyneth) Os seus sabem?

Gwyneth: Bem… eu pensei que eu era legal até que estávamos de férias e meu filho me pediu para não andar perto dele n calçada,o que foi ótimo e minha filha disse “vou almoçar sem você, tchau”. Tipo, vocês vão e eu estou aqui sozinha e é, eles não querem ficar ao meu lado e é como se eu estivesse nos filmes, sabe?

(Breve intervalo e Paul Bettany aparece)

Ellen: Oi Paul. Como vai?

Paul: Olá, muito bem obrigado

Ellen: Você está muito engraçado nesse filme e eu estava falando aqui no intervalo o quanto eu adoro a Pantera Rosa e esse filme me lembra muito a Pantera R. e você é o servente né? E é o seu terceiro filme com o Johnny né? E como acontece? Vocês se indicam sempre? Vocês vêm em pacote?

Johnny: É, basicamente eu imploro para que o Paul venha em todo o filme comigo, mas ele não vai.

Ellen: Mas esse foi um filme difícil porque você estava constantemente pegando fogo ou com um cachorro te atacando, algo ruim está sempre acontecendo com você.

Johnny: Por isso que eu quis que ele fizesse

Paul: Bem, o Johnny não é muito famoso por sua pontualidade….

Johnny: Duas vezes….

Paul: … mas quando eu cheguei no set eo Johnny estava lá antes de mim eu sabia que algo ruim iria acontecer comigo

Ellen: Mas você sabia dessas coisas? Obviamente você leu o roteiro mas você pensou que você realmente pegaria fogo?

Paul: Sim

Ellen: Você já pegou fogo antes?

Paul: Na verdade sim, quando eu era criança e para impressionar as garotas eu colocava fogo na calça. Você me disse que seu cabelo pegou fogo uma vez(pergunta ao Johnny)

Johnny: É, meu cabelo já pegou fogo quando eu era criança

Ellen: Para impressionar as garotas?

Johnny: Não, eu tentei fazer uma grande chama sair da minha boca e usei gasolina, gasolina no fogo tende a explodir

Ellen: E olhando para você parece ok, como isso funcionou? Seu rosto pegou fogo e você ainda parecer assim

Johnny: Não sei…

Ellen: Vamos voltar para você (Paul) tentando impressionar as garotas com suas calças em chamas. Por que isso impressionaria as garotas? Você deveria estar bêbado, talvez fosse isso. E bem, você pega fogo, tem cachorros te atacando e bem, estamos falando filme, conte as pessoas como é…

Gwyneth: É muito engraçado, estiloso, uma aventura de roubo de arte, o casamento, é muito engraçado.

Ellen: É, muito engraçado, mas você não gosta do bigode, tenta pegar enquanto o beija

Gwyneth: É, o bigode é o grande motivo de desputa entre o meu personagem e o dele. E ela basicamente tenta faze-lo raspar

Johnny: todo mundo parecia enojado pelo bigode

Ellen: É, era um grande bigode e como foi – eu estou assumindo aqui que era um bigode falso e foi colado – e quando você ria, eu estou imaginando que iria cair

Paul: É, eu fazia o Johnny rir tanto que o bigode dele saía e eu esperava que caísse, eu não obtive sucesso nisso.

Ellen: Isso é incrível, bem, exatamente por vocês se conhecerem tão bem e saber como fazer certas coisas com ele, porque vocês são próximos, vocês saem juntos e seus filhos chamam o Johnny de “Uncle fun” (tio engraçado) (ele imita o johnny com as crianças)

Ellen: e seus filhos cortaram seu cabelo ou algo assim?

Johnny: É, o filho dele cortou o meu

Paul: É, Johnny veio à minha casa para jantar e ficou por dois dias

Johnny: pelo menos não estava atrasado

Paul: E ele estava querendo cortar o cabelo e bem, todo mundo fica um pouco preocupado com o corte de cabelo (aparece o vídeo do filho cortando o cabelo do Johnny)

—————————————————————————
Favor creditar ao DeppLovers caso queria compartilhar. Trad. Luisa Rangel.


Comments are closed.