setembro 8, 2015

Telluride: ‘Aliança do Crime’ impulsiona Johnny Depp, Joel Edgerton para o topo da corrida de atuação masculina.

O filme policial da Warner Bros sobre o notório gangster de Boston Whitey Bulger exibido no festival no fim de semana parece pronto para ser um grande candidato ao Oscar.
(por Scott Feinberg)

Black_Mass_Still

Na noite de sábado no Telluride Film Festival, a maioria dos jornalistas, incluindo eu, se sentiu impulsionado a pular a primeira sessão norte-americana de Aliança do Crime, um filme sobre O mafioso de Boston James “Whitey” Bulger estrelando Johnny Depp, a fim de participar da primeira sessão em qualquer lugar de Steve Jobs, já que foi acompanhada por uma homenagem a seu diretor. Fazer isso significava que teríamos que pegar a segunda triagem de Telluride de Aliança do Crime, que teve a sua estreia mundial em Veneza, na manhã de domingo.

Quando, bem cedo no domingo, que nos estabelecemos em nossos assentos no teatro Galaxy, o diretor de Aliança do Crime , Scott Cooper – que já dirigiu os indies Coração Louco (2009) e Tudo por Justiça (2013), mas nunca tinha ido para Telluride antes – disse: “Este é [de ter uma tela de cinema neste fest] verdadeira e sinceramente um momento influente para mim, um dos grandes momentos da minha vida.” Ele fez uma pausa dramática antes de continuar, “Eu apenas não estou certo de que este é um filme para se ver às 9 horas da manhã.”

Cento e vinte e dois minutos mais tarde, assim, estava claro: foi um momento influente para Cooper – e que teria sido a qualquer hora do dia. Isso é o quão bem Aliança do Crime foi.

Neste filme policial às vezes horripilante – que vem do estúdio que inventou o gênero, Warner Bros., e será lançado em todo o país em 17 de setembro – Cooper, um dos grandes diretores de atores na ativa hoje, mais uma vez conseguiu persuadir para fora de seus melhores artistas ou quase -melhores artistas que eles se posicionassem fortemente para a temporada de premiações.

Desde a mais recente nominação de Oscar de Depp em 2008 por Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet, ele tem, frustrantemente para seus fãs, se debatido em torno de sequências inchadas (demasiados filmes de Piratas do Caribe ) e refilmagens (O Cavaleiro Solitário) . Mas, a fim de desempenhar o notório líder da Winter Hill Gang ao longo de várias décadas de sua vida – um criminoso que poderia ser tão charmoso quanto ameaçador, e quem disse a seu filho: “Se ninguém vê, isso não aconteceu “- ele teve que desafiar a si mesmo novamente. A boa notícia é que ele ainda tem que: com o cabelo penteado para trás, um sotaque sulista grosso e a postura de um homem que podia ou não perder a cabeça em um virar de segundo, ele se sente como um slam dunk (expressão usada no jogo de basquete para ” enterrar” a bola na cesta ) para a melhor nominação como ator.

Mas na minha opinião, apoiada pela vibração fora do teatro e em torno da cidade, Joel Edgerton – atuando como um agente do FBI que cresceu com Bulger, convence-o a virar informante e, em seguida, descobre o que é estar em um negócio com “Jimmy “-fica muito perto de roubar o show do seu co-estrela famoso. O ator australiano tem sido impressionante em uma série de filmes – mais notavelmente de 2010 Reino Animal, de 2011 Guerreiro, de 2012 a Hora Mais Escura e de 2013 O Grande Gatsby – mas ele leva as coisas a um nível diferente aqui. E se ele não conseguir uma nominação de melhor ator coadjuvante, vou ficar chocado.

Na verdade, todos os membros do conjunto gigante do filme serve o seu papel perfeitamente, de veteranos confiáveis como Kevin Bacon, Peter Sarsgaard, Corey Stoll e Rory Cochrane para aspirantes como Julianne Nicholson (Boardwalk Empire), Jesse Plemons (Breaking Bad) , Dakota Johnson (50 Tons de Cinza) e Juno Temple, mesmo durante a atuação de uma prostituta com um coração de ouro para o que parece ser pela quinta vez. O único nocaute que eu ouvi é que o britânico Benedict Cumberbatch, que interpreta o irmão político de Bulger, não se parece em nada com Depp e não captura muito o sotaque de Boston.

A linha inferior, em termos dos Oscars? Nesta data próxima, parece que Depp e Edgerton são apostas seguras em suas respectivas categorias; o fato de que Depp nunca ganhou antes poderia inclinar a balança a seu favor no que promete ser uma corrida controversa, e o fato de que Edgerton é tão forte em um filme que promete ser popular na bilheteria poderia o impulsionar em uma categoria que os eleitores normalmente lutam para preencher com concorrentes dignos.

O roteiro de Mark Mallouk e Jez Butterworth, que foi derivado de Dick Lehr e do livro de Gerard O’Neill ‘Whitey: The Life of The most notorious Mob Boss’ , também se destaca um forte chute na categoria de roteiro adaptado. Cooper – que parece ser um tiro forte para a nominação de melhor diretor para este revolucionário – disse antes de triagem de domingo, “Eu realmente não tinha interesse em apenas fazer um filme sobre criminosos que são seres humanos, eu queria fazer um filme sobre os seres humanos que se tornam criminosos “, e ele conseguiu. E, numa de cinco para 10 vagas , não há nenhuma razão para se pensar que o filme em si não vai ser um candidato a Melhor Filme também – talvez ao lado de outro drama policial de Boston que tem sido grande neste festival, Spotlight .
FESTIVAL DE CINEMA DE TELLURIDE

Tradução DeppLovers

Fonte


One Response to “Telluride confirma Aliança do Crime na corrida pelo Oscar”

Cy

Expectativa cada vez maior!!!

setembro 8, 15 • 8:25 pm


Comment Form