agosto 22, 2015

A nova face de Johnny Depp.
Por Gabrielle de Montmorin | 22 Agosto 2015

A marca Dior conseguiu o impossível: convocar Johnny Depp para ser seu “muso”. Aos 52 anos, a estrela iconoclasta empresta sua animalidade para “Sauvage”, o novo perfume masculino.

Inicio de Junho, as redes sociais foram a delírio com o anúncio feito pela Dior: Johnny Depp se tornaria o modelo de seu novo perfume masculino. Johnny Depp!
Rumores, tweets, posts e publicações se desencadearam. Estrela hollywoodiana e pirata (ele está gravando o 5º filme da franquia Piratas do Caribe), o marido de 52 anos é conhecido por recusar campanhas publicitárias. Qual é a desse perfume, o primeiro lançado desde “Dior Homme” há dez anos, que seduziu o incorruptível e o fez se juntar a Alain Delon ou Robert Pattinson na lista dos ícones da marca? Suspense.
A página da Dior no facebook não dá nenhuma informação complementar, assim como a conta no Instagram de Lily-Rose Depp, a filha do ator com Vanessa Paradis, que é bem ativa nas redes sociais. Apenas um punhado de jornalistas vindos dos quatro cantos do planeta foram autorizados a participar desse mistério de marketing lindamente orquestrado, 10 mil quilômetros da avenida “Montaigne”, no deserto californiano.

Para compreender essa nova história olfativa, sua origem e o homem que a conta, o criador de perfumes Dior, François Demachy, escolheu o apresentar no coração da imensidão do deserto “Mojave”, entre Los Angeles e Palm Springs. Um espetáculo grandioso para um perfume do qual o nome ressoa como um manifesto: Sauvage (Selvagem).

“O perfume foi feito com base no seu nome de batismo. Foi muito inspirador”, diz. Um cenário, uma fragrância, um homem: radical e sem compromisso.

A imagem dessa natureza bárbara a qual François Demachy ama se confrontar na sua vida, de viagens familiares até uma maratona no deserto – quilômetros de areia e de seixos – foi uma aposta feita há quatro anos. Para expressar essa energia poderosa, foi o fotógrafo Jean-Baptiste Mondino que colocou Johnny Depp em cena, mais verdadeiro que nunca: rock e boêmio. O rock? Uma velha história para o ator que no início, estava na primeira parte da turnê de Iggy Pop e regularmente sobe ao palco como parceiro de Marilyn Manson.

É então no estúdio de gravação que começa a propaganda de “Sauvage”, no ritmo de Ry Cooder, o guitarrista que compôs a música original. O desenrolar? Johnny Depp coloca sua guitarra, embarca em seu Dodge e deixa a cidade para uma viagem rumo ao desconhecido. Ele segue por entre a noite azul em uma rodovia, ao longo “Panorama Road” e sua deslumbrante vista das montanhas de Santa Rosa, deixa para trás a célebre mansão “Frey House” esculpida em pedra do Canyon “Tahquitz”. O sol nasce em parques eólicos, o herói traça a estrada, solitário como um cowboy determinado, chega a seu destino em um deserto repleto de ‘Árvores de Josué’. Ajoelhado na areia, o homem selvagem se desfaz de seus aneis, braceletes e colares os enterrando, como numa lenda indígena. Mitologia de liberdade, ritual do renascimento.

A força desse filme publicitário? Redescobrir um Johnny Depp de cara limpa, original, sem máscaras ou maquiagem que marcam seus personagens nos últimos filmes. Descobrimos aquele que amamos como em filmes de Emir Kusturica, Jim Jarmusch ou ainda alguns de Tim Burton. Com ele, a saga publicitária dos perfumes Dior se enriquece numa metáfora comtemporânea com base na ideia de liberdade, idealmente encarnada por esse ator reconhecido por ser iconoclasta. A história masculina da Dior volta para 1955, ano onde o grande perfumista Edmond Roundnitska imagina “Eau Fraîche”, primeiro unissex da história da perfumaria, que inícia os heróis da marca.Em 1966, seguindo para o revolucionário “Eau Sauvage”, primeiro masculino oficial da marca. Sucesso considerável e assinado pelo ilustrador René Gruau. Em 2009, uma foto vintage do belo Alain Delon (período “La Piscine”) relançou o sucesso dessa fragrância icônica. O sucederam “Jules” e “Fahrenheit”. Mais recentemente, o visionário “Dior Homme” marca o poder de suas fragrâncias. Fiel à história dos perfumes da marca, seu misterioso rastro perturba os códigos de fragrâncias masculinas. Jude Law é o modelo, deixando o lugar para Robert Pattinson em 2013, num spot sensual.

Quinto perfume masculino da marca – em apenas sessenta anos – “Sauvage” traz “uma novidade violenta”, diz Demachy, resultado de associações olfativas virtuosas. Aromas entre almiscarado e animal se misturam continuamente, acordados magnificamente com notas florais que marcam os perfumes masculinos Dior. François Demachy o resume bem: “tivemos matérias diretas para destacar esse perfume extremo.”

FONTE
Tradução do Francês: Sara Luiza | Depplovers.


11 Responses to “Tradução do artigo do Madame Lefigaro (França)”

Rosa Maria

Socorro!! O que vai acontecer? Impressionada, muito”

agosto 24, 15 • 11:13 pm


Juliana

GENTE!!! Que descrição mais preciosa!!! Mal posso esperar pra ver esse comercial. Que coisa mais linda. É realmente a cara dele. Muito obrigada Sara pela tradução desse belo artigo.

agosto 24, 15 • 11:19 pm


liu

Perfeito! Como já foi dito, Campanha sem precedentes. Acredito que seja um divisor de águas da Dior!
Obrigada, Sara pela tradução!

agosto 24, 15 • 11:34 pm


Adriana

Uau! Só isso… Uau!

agosto 25, 15 • 12:49 am


CamilaD

Belíssima descrição de tudo! Do vídeo, do perfume! Além de belas associações! A Alma do Johnny esta nesse comercial! Mal posso esperar para assistir! Obrigada Sara pela tradução e Jay pela postagem e divulgação.

agosto 25, 15 • 12:55 am


Ly

Maravilha!!!

agosto 25, 15 • 12:55 am


Ro

Isso me parece fantástico…Uma verdadeira viagem.

agosto 25, 15 • 1:56 am


Raquel Coelho

Bom, tinha que ser dessa importância! Tinha que marcar uma fase da vida de Johnny, em que ele está transbordando beleza, felicidade, contentamento, criatividade e principalmente liberdade! É isso mesmo esse homem que será apresentado nesse belo comercial, é um Johnny bem mais Johnny, bem mais a vontade, vivendo uma linda fase onde tudo parece se encaixar e fluir naturalmente! Estou amando esse momento, e tenho certeza que virá muito mais boas surpresas por aí! Amo muito!!

agosto 25, 15 • 2:12 am


Ana Paula

Só me resta dizer: UAU!!! *.*
Não vejo a hora de poder ver essa belezinha!

“A força desse filme publicitário? Redescobrir um Johnny Depp de cara limpa, original, sem máscaras ou maquiagem que marcam seus personagens nos últimos filmes. Descobrimos aquele que amamos como em filmes de Emir Kusturica, Jim Jarmusch ou ainda alguns de Tim Burton.” <3

agosto 25, 15 • 12:33 pm


Cy

Descrição simplesmente incrível

agosto 25, 15 • 7:57 pm


Cy

Descrição simplesmente maravilhosa!!!!

agosto 25, 15 • 7:57 pm


Comment Form