June 23, 2019

Entrevista com Johnny, Alice e Joe sobre o lançamento do novo álbum do Hollywood Vampires retirada do Youtube.

(Alice) Joe e eu nos conhecemos desde sempre e teve uma época que eu sempre pensava “Cara, preciso conhecer o Johnny Depp. Eu sempre gostei dos seus filmes e eu sei que ele toca guitarra também.” Então assim que eu recebi a ligação para fazer Sombras da Noite eu fiquei tipo “isso vai ser legal”.

(Johnny) Sabe, para uma pessoa que cresceu ouvindo esses caras todo santo dia, você nunca poderia esperar que esse tipo de coisa aconteça.

(Alice) A idéia dos Vampires no início era honrar nossos bebuns mortos, o Jimi Hendrix, Jim Morrison, John Lennon e todos aqueles caras que colocaram uma banda de bar juntos. Era isso que realmente seria. E nós escrevemos três músicas nesse álbum para explicar o álbum. A música My Dead Drunk Friend que explica que você não ressuscita os mortos, que explica que nós estávamos fazendo isso. Foi uma indicação bem aí que o próximo álbum seria todo original. Uma coisa que não queríamos fazer era soar como um álbum de Alice Cooper ou fazer soar como um álbum do Aerosmith.

(Joe) Existiam coisas que eu sei que eu não faria igual num álbum do Aerosmith. Comecei com uma consciência sobre como fazer esse deslocamento acontecer.

[Música]

(Johnny) Tinha apenas uma música que eu senti que deveríamos colocar… que sempre significou muito para mim, significou em voz alta para mim sobre os últimos anos.

(Alice) Eu conhecia Bowie muito bem mas eu não tive um envolvimento emocional com ele. Tanto que quando Johnny falou “você canta” e eu disse “não você canta” e ele disse que não sabia cantar. Foi quando eu falei “você fez Sweeney Todd” lembrando-o que ele cantou no filme. Johnny canta melhor do que eu poderia cantar.

(Johnny) Eu esqueci. Eu tinha esquecido de Sweeney Todd.

(Alice) É muito difícil esquecer um projeto que levou dois anos.

(Johnny) Mas se você não vê é como se não existisse.

(Alice) Foi muito bom, por falar nisso.

(Johnny) Obrigado!

(Johnny) Gravamos em Hansa, o ex-estúdios Hansa onde Bowie gravou Heroes, naquela enorme beleza de quarto, sala ornamentada, simplesmente incrível.

[Música]

(Alice) Se você vai fazer um cover, especialmente se esse for O cover, faça-a lá! E nós apenas acontecemos de estar no local. Então, foi uma idéia brilhante fazê-la nesse estúdio.

(Joe) Eu me lembro de estar sentado na cozinha e ele estava lendo as linhas de Heroes e cada um deles foi indo tipo “sim, sim!”. Você pode vê-lo ficar possuído quando ele vai até o microfone e ele conhece a música.

(Johnny) Sabe, sobre a música, é como qualquer outra coisa, você não sabe que pode fazer a não ser que você vá lá e tente. Eu não sabia que eu poderia alcançar nenhuma dessas notas.

(Joe) Porém, vou te dizer uma coisa… Quando ele está no palco arrebentando na sua guitarra, é puramente ele. É a coisa real mesmo.

(Alice) Você está vendo o verdadeiro Johnny quando você vê o Johnny no palco.
Várias das canções originais são dos diários do Johnny. O que é legal para mim, muito legal. Eu queria chamar o álbum de Rise porque é isso que os Vampires fazem, nós nos levantamos para as ocasiões todas as noites. Eu não sei o que Johnny faz durante o dia, não sei o que Joe faz. Mas eu tenho essa ideia sobre ele que cerca de dez minutos antes da hora da apresentação que ele apenas ressuscita.

(Johnny) Inicialmente, era ele, Tommy, Joe e eu escrevendo canções. Em fato, gravamos o álbum todo em seis semanas.

(Alice) E foi legal entrar como uma espécie de terceiro, porque eu estou ouvindo isso pela primeira vez e foi como se eu estivesse lá no fundo ajudando nessa construção dessas músicas. Eu até podia dizer “e se você mudar essa palavra para esta palavra?” ou apenas “se mover essa daqui por essa daqui para fazer mais sentido” ou “faria menos sentido e seria bom também”. E o engraçado é que alguns dos vocais finais nós os fizemos em quartos de hotel. Quando eu estava na estrada o Mr. Spider, sim eu estava em algum lugar do Nebraska em um dia de folga em um quarto de hotel fazendo os vocais em dela.E agora com a tecnologia que temos, você pode fazer isso.

(Johnny) Nós fizemos meu vocal e conseguimos isso do Japão, acho que da arena Tokyo no hotel.

(Alice) Todos nós escrevemos tanta música que percebemos que isso era um pedaço de argila que pode ser movido aqui, que pode ser movido para ali, desde que no final seja o que é para ser. Eu não acredito já houve algum argumento nessa banda. Porque você tem três alfa machos juntos e se alguém quer comandar o barco todos os três dizem “desde que o barco continue indo para frente”.

(Joe) Mas acho que isso é o que tornou divertido também, porque fomos apenas jogando idéias…

(Alice) Mas elas caíram no lugar certo…

(Joe) Foi realmente muito divertido fazer isso assim.

(Johnny) Dar um passo adiante no que todos nós fazemos em nosso trabalho diário. Todos nós queremos dar esse passo adiante e fazer experimentos através do processo e se tornou muito orgânico esse primeiro incidente.

(Alice) Não funcionaria se todos nós não concordássemos que isso é o que nós queremos.

(Joe) Este é um álbum totalmente original. Quero dizer, lentamente as coisas começaram a sair dos alto-falantes e começamos a perceber que estávamos criando alguma coisa boa.

(Johnny) O que todos nós adicionamos ao álbum foi tudo bem lento em todo nível. Estamos todos muito orgulhosos.

(Alice) Sim, nós não estamos perseguindo as paradas de sucesso. Se nós obtermos um rit de sucesso isso é porque o sucesso veio até nós. Eu sou um tanto orgulhoso do fato de que este álbum não soou nada como nenhum dos Hollywood Vampires anteriores. Eu não consigo pensar em nenhuma banda que soe assim. Que soe totalmente como se nós três estivéssemos escrito as músicas.

(Joe) Eu amo tocar as músicas todas as noites. Elas estão desenvolvendo porque elas são novas ainda, e Rise é único. Eu amo assistir ao público porque eles ainda não sabem o que fazer com isso.

(Alice) Agora, se nós quiséssemos terminar o show, poderíamos usar ‘Sweet Emotion’ e esse seria o final. Poderíamos cantar um School’s Out. Eu acho que por enquanto, Rise… nós não teríamos a possibilidade de poder fazer uma música depois disso. Quando todo mundo conhecer o álbum, vai ser tipo “Toquem Rise!”. Se a gente sair do palco sem fazer isso eles vão enlouquecer, eles vão colocar o lugar para baixo. Eu não acho que se pode falar sobre a situação americana ou qualquer tipo de situação política sem satirizar. Nós não somos políticos. Você tem que atacar com humor e acho que Rise é tão contagiante que esse público no próximo ano, quando sairmos, será A canção. Não estamos preferindo uma música sobre a outra porque nós as vemos como únicas. Elas são totalmente únicas para nós.

(Johnny) Quem é o melhor ator?

(Alice) Ele -Johnny- nunca viu nenhum de seus filmes!

(Johnny) Não existe nada igual ao Alice Cooper!

(Alice) Eu acho que ele provavelmente é o ator mais versátil lá fora,

(Joe) Não, isso é verdade mesmo.

(Johnny) Estou envergonhado e tímido! Acho que até posso ter feito xixi nas minhas calças… Acho que me molhei…

(Alice) Mas ninguém faz xixi nas calças melhor do você.

(Johnny) Bem, tive muita prática.
—————-
Tradução TeamDL – Kirlyan Cox


2 Responses to “Vídeo e Tradução – Entrevista com Hollywood Vampires sobre “Rise””

Heleusiane

Delícia de entrevista!!!
Que bom que eles estão felizes com o novo album!!! Que tenham muito sucesso neste novo trabalho musical!!!
Eles merecem!!! S

June 23, 19 • 11:52 pm


Liu

Maravilha de entrevista! Obrigada, equipe DL.

June 24, 19 • 1:51 am


Comment Form